Ex-presidente da Lega Pro era candidatura única

Gabriele Gravina, até então presidente da Lega Pro, o Campeonato Italiano da terceira divisão, foi eleito presidente da Federação Italiana de Futebol. Ele assume o cargo quase um ano depois da demissão de seu antecessor, Carlo Tavecchio.

A eliminação da Itália na repescagem das eliminatórias para a Copa do Mundo da Rússia, em novembro de 2017, levou o futebol do país a uma grande crise. Em janeiro, entre três candidatos, a federação não foi capaz de eleger um sucessor para Tavecchio.

Nesta segunda-feira, Gravina foi o único candidato a se apresentar à eleição, realizada em Roma, e teve 97,20% dos votos. (GE)