A cidade de Florença, na Itália, abrirá suas principais fortalezas e torres para visitas turísticas durante todo o verão europeu. Entre os monumentos que receberão cidadãos e estrangeiros estão a Torre di San Niccolò, a Porta Romana, portão ao sul das muralhas do século XIII, o Bastião de San Giorgio, a Fortezza da Basso e o Forte di Belvedere.

Os portões vão ficar abertos até setembro, e a ideia é que os visitantes consigam explorar as estruturas, conhecer melhor a arquitetura e admirar Florença por um novo ponto de vista.

“É um projeto em que a administração acredita muito e que possibilitará explorar uma rica oferta cultural que é pouco conhecida, porque está fora dos circuitos canônicos”, explicou em nota Tommaso Sacchi, conselheiro para a cultura da cidade de Florença.

Segundo ele, a intenção é “aproveitar ao máximo os recursos artísticos e monumentais, além dos museus, com o objetivo de criar um bilhete único que ofereça a todos os visitantes, especialmente aos cidadãos italianos, a possibilidade de ter uma oferta integrada e fácil acesso”. A iniciativa é realizada pelos museus Cívicos Florentinos e pela Muse Firenze, associação responsável pelos museus de Florença.