Um ano após a inesperada morte do zagueiro Davide Astori, capitão da Fiorentina, o clube italiano tomou uma atitude nobre para honrar não apenas a memória do ídolo, mas também para não deixar a sua família desamparada.

Segundo revelado pelo canal Deportes Cuatro, a Fiorentina vai assinar um vínculo vitalício em nome de seu antigo capitão no qual o salário será, todo, direcionado para sua família. Recentemente, a viúva de Astori, Francesca Fioretti, concedeu entrevista na qual revelou a dor que ainda sente pelo falecimento do companheiro.

Aos 31 anos, Astori teve um ataque cardíaco e foi encontrado morto no quarto de seu hotel na véspera de uma partida. Pouco antes da fatalidade, o zagueiro havia acertado a sua renovação de contrato por outras quatro temporadas, mas não teve tempo de assinar o vínculo.