Início » Ex-solado norte-americano localiza crianças que fotografou na Itália durante a Segunda Guerra Mundial

Ex-solado norte-americano localiza crianças que fotografou na Itália durante a Segunda Guerra Mundial

16 de dezembro de 2021 - Por Comunità Italiana
Ex-solado norte-americano localiza crianças que fotografou na Itália durante a Segunda Guerra Mundial

O ex-soldado norte-americano Edward Roethel conseguiu localizar cinco das oito crianças que fotografou na cidade de San Miniato, na Itália, entre 1944 e 1945, e realizou uma chamada por vídeo nesta quinta-feira (16) com alguns deles. O apelo para localizar as crianças de uma imagem feita pelo ex-militar, hoje com mais de 90 anos, foi feito em outubro deste ano. 

A foto em preto e branco foi enviada ao governo da província de Pisa, onde a cidade italiana está localizada, por meio da ajuda da diretora-executiva do “Friends of the National World War II Memorial de Washington, Holly Rotondi.

De lá, a imagem foi enviada para o prefeito de San Miniato, Simone Giglioli, que divulgou o registro entre os moradores para tentar localizar quem eram as pessoas fotografadas. Desde então, foram dezenas de informações enviadas pelos moradores atuais e cinco “crianças” conseguiram ser localizadas.

Entre elas, estão Roberto Santini, 79 anos, que nasceu em San Miniato, mas hoje mora em Florença e é um professor de arte aposentado, e os irmãos Giovanni e Anna Maria Pretini, que têm 82 e 84 anos, respectivamente, e que ainda moram na cidade italiana.

Outra pessoa que foi identificada na imagem foi Liliana Vincenti, que nasceu em 1940 e faleceu em 1990. Ela foi reconhecida pelo irmão, Bruno Vincenti, e contou que Liliana estava na cidade naquela época com alguns parentes porque a mãe estava doente e o pai tinha sido enviado para a Alemanha. Já ele não estava na foto porque estava na casa de uma outra família que morava na Campânia.

Já a quinta pessoa é uma dúvida porque “duas mulheres se reconheceram na imagem como a mesma criança”.

“Uma é Maria Ciarini Agnesi, 83 anos, de San Miniato, professora aposentada. A outra é Maria Brondi, 80 anos, que mora em Livorno, e naquela época vivia sob a ajuda de parentes que estavam em San Miniato”, disse Giglioli.

Roethel disse que queria encontrar as crianças como um “último desejo” de sua vida e contou que atuou contra o nazifascismo no território italiano pelo Quinto Exército. Ele chegou em Nápoles em 1944 e, alguns meses depois, foi enviado para San Miniato.

A história do norte-americano é similar a de outro militar do país. Em agosto desse ano, o veterano Martin Adler, 97 anos, foi à Itália para se reunir com três irmãos que salvou em Monterenzio, Bolonha, em outubro de 1944.

Bruno, 84, Mafalda, 81, e Giuliana Naldi, 80, se reuniram com ele pessoalmente após uma reunião virtual. (com dados da Ansa)

Comunità Italiana

A revista ComunitàItaliana é a mídia nascida em março de 1994 como ligação entre Itália e Brasil.

Leia também outras matérias da nossa revista.



Comentários

ENQUETE

Loading poll ...

NOSSO E-BOOK GRÁTIS

SIGA NAS REDES

HORA E CLIMA EM ROMA

  • Sun Cloud
  • 08h11
fique por dentro

Não perca
nenhuma
notícia.

Cadastra-se na nossa ferramenta e receba diretamente no seu WhatsApp as últimas notícias da comunidade.