O ex-premiê italiano Silvio Berlusconi afirmou que será candidato nas eleições para o Parlamento Europeu, em maio, porque quer lutar por uma União Europeia mais unida e fiel à visão dos fundadores do bloco

Berlusconi, de 82 anos, discursou na convenção do seu partido de centro-direita, Forza Italia, que nos últimos anos tem perdido popularidade com a ida de eleitores para partidos de direita com mensagens anti-migração e céticas quanto à UE, especialmente o partido Liga, que governa a Itália em coalizão com o populista Movimento 5 Estrelas (M5S).

Berlusconi disse no sábado (30) que quer que a Europa “retorne ao projeto dos fundadores, que queriam uma Europa muito mais unida, uma Europa com só uma política externa, com só uma política de defesa”. Ao se unir no âmbito militar, a Europa poderia se tornar “uma potência militar mundial”, disse ele, que poderia se sentar “com outras potências militares à mesa em que o destino do mundo” é decidido.

Berlusconi havia sido proibido de se candidatar a cargos públicos por quase cinco anos em decorrência de uma condenação por fraude fiscal. Mencionando sua boa conduta, um tribunal decidiu no ano passado que ele poderia se candidatar novamente.

(Estadão Conteúdo)