O Produto Interno Bruto (PIB) da Itália cresceu 0,2% no primeiro trimestre de 2019, na comparação com o período anterior, de acordo com as estimativas prévias do Istat divulgadas nesta terça-feira (30).   

Caso a previsão seja confirmada, a economia italiana terá saído de uma recessão técnica, caracterizada por dois períodos de queda no PIB (ambos de -0,1%), em trimestres consecutivos de 2018.

Segundo o Istat, na comparação anual, ou seja, em relação ao primeiro trimestre de 2018, o crescimento do PIB de 2019 deve ser de 0,1%.   

Os dados do Istat apontam um “resultado positivo do mercado de trabalho, com taxa de desemprego em queda, a 10,2% em março”, comentou o ministro da Economia da Itália, Giovanni Tria.

A expectativa do governo é que o PIB de 2019 apresente um crescimento de 0,2% em termos reais. Após 11 anos do colapso econômico mundial, o PIB italiano ainda está 5% abaixo dos níveis anteriores à crise.