Início » Envio de remessas por brasileiros cai 4% em 2007

Envio de remessas por brasileiros cai 4% em 2007

11 de março de 2008 - Por Comunità Italiana
A valorização do real em relação ao dólar influiu para que as remessas de dinheiro de imigrantes brasileiros no exterior caíssem 4% no ano passado, segundo um estudo do Banco Interamericano de Desenvolvimento.

Segundo o relatório, publicado nesta terça-feira pelo diário financeiro Financial Times, cerca de 350 mil brasileiros que vivem no exterior mandaram para casa US$ 7,08 bilhões em 2007, contra US$ 7,4 bilhões enviados no ano anterior, diz a reportagem.

A queda das remessas para o Brasil contrasta com o crescimento nos anos anteriores – em 2001, essa cifra somava US$ 2,1 bilhões, segundo os dados do BID.

O envio de recursos para a América Latina continuou aumentando no ano passado, alcançando US$ 66,5 bilhões ou 7% a mais que em 2006, afirma o texto.

Mas o repórter Richard Lapper observa que esta é "a menor taxa (de crescimento) em uma década, resultado da desaceleração econômica dos Estados Unidos e do combate à imigração ilegal, combinado com o fortalecimento da economia brasileira".

O Brasil é o segundo maior receptor de remessas de dinheiro feitas por imigrantes na América Latina, embora fique bem atrás do México, que só no ano passado recebeu US$ 23,9 bilhões.

As remessas para o Brasil representam apenas 1,1% do PIB nacional, enquanto em países africanos, como Eritréia e Guiné Bissau, essa proporção beira os 40% ou 50%.

Volta para casa

A reportagem do Financial Times afirma que a queda nas remessas não é reflexo apenas da taxa de câmbio, mas também do crescimento da economia brasileira como um todo, que abre oportunidades para imigrantes em seu país de origem.

"Os atrativos da florescente economia brasileira estão levando muitos emigrantes a voltar dos Estados Unidos para casa", escreve o repórter. "Há evidência de que muitos brasileiros em torno de Boston – um tradicional reduto de imigrantes brasileiros – estão fazendo exatamente isto."

Segundo as estatísticas do BID, quase metade das remessas para o Brasil vem dos Estados Unidos. Outros 31% vêm da Europa – sobretudo de Portugal, Itália, Inglaterra e Espanha – e 19% vêm do Japão.

A reportagem cita um trecho do relatório segundo o qual a força do euro "fez da Europa um destino cada vez mais atraente para trabalhadores da América Latina e Caribe".

 

 

Fonte: BBC Brasil 

Comunità Italiana

A revista ComunitàItaliana é a mídia nascida em março de 1994 como ligação entre Itália e Brasil.

Leia também outras matérias da nossa revista.



Comentários

Leia agora a edição 309

Do céu ao coração

ENQUETE

Loading poll ...

NOSSO E-BOOK GRÁTIS

SIGA NAS REDES

HORA E CLIMA EM ROMA

  • Sun Cloud
  • 14h42
fique por dentro

Não perca
nenhuma
notícia.

Cadastra-se na nossa ferramenta e receba diretamente no seu WhatsApp as últimas notícias da comunidade.