No próximo dia 15 de maio, o evento “Estudar na Itália”, promovido pela Embaixada da Itália em Brasília, apresentará a oferta formativa do sistema acadêmico italiano, divulgando informações práticas sobre os procedimentos de inscrição e sobre o processo administrativo para começar um percurso de estudos na Itália, um país que os jovens brasileiros olham com muito interesse devido os laços históricos, econômicos, linguísticos e culturais existentes.

Quais são as oportunidades de estudo que o sistema universitário italiano oferece aos estudantes estrangeiros? Quais as normas para o ingresso dos estudantes estrangeiros aos cursos universitários na Itália?

Atualmente a Itália desempenha um papel muito importante no âmbito da instrução superior europeia e internacional. Assim como no passado, a Itália possui uma forte estrutura educacional que permite oferecer aos estudantes uma ótima formação. Estudar na Itália proporciona também a possibilidade de entrar em contato com a imensa cultura do nosso país.

Desde a fundação da primeira universidade em Bolonha, em 1088, a Itália sempre contribuiu de forma determinante ao desenvolvimento do conhecimento nas áreas das ciências aplicadas graças à genialidade de cientistas como Leonardo da Vinci e Galileu Galilei, fundadores do método científico. Sucessivamente, enquanto a linguagem da industrialização se propagava, Guglielmo Marconi criou as bases para a moderna comunicação wireless, inventando o primeiro sistema prático de telegrafia sem fios.

Mais recentemente, em um mundo mais consciente da importância desempenhada pela linguagem informática, a Itália se destacou desenvolvendo o primeiro computador que foi colocado à venda, conhecido como P101. Poucos anos depois, o físico Federico Faggin inventou o primeiro microprocessador.

Tudo começou debaixo dos pórticos das universidades italianas, que têm uma antiga tradição nos setores da pesquisa e da inovação tecnológica. Na Europa, os pesquisadores italianos estão nos primeiros lugares por número de publicações em revistas científicas especializadas, especialmente em setores como biologia, ciências naturais, física, farmácia, medicina e informática.

Graças às suas 61 universidades públicas, 30 universidades particulares e 11 entes públicos de pesquisa, cursos de graduação de vanguarda, instituições AFAM (Alta Formação Artística, Musical e Corêutica) e 339 cursos ministrados em língua inglesa, na Itália você poderá aprender muito mais do que um idioma.

No evento “Estudar na Itália” você poderá conhecer mais aprofundadamente a estrutura e a organização do sistema de Instrução Superior italiano.

SERVIÇO

Estudar na Itália (evento em português)

LOCAL: Embaixada da Itália em Brasília

DATA: 15 de maio

HORA: 16h

ENTRADA FRANCA sujeita à lotação

INSCRIÇÕES: Para garantir a sua participação envie um e-mail com seu nome para: eventos.brasilia@esteri.it

(sua presença estará confirmada sem necessidade de e-mail de resposta).

PROGRAMAÇÃO

16h: Embaixador Antonio Bernardini

16h10: O SISTEMA ACADÉMICO ITALIANO, Profa. Patrizia Magnasco, chefe do departamento escolar da Embaixada

16h45: AS BOLSAS DE ESTUDO OFERECIDAS PELO GOVERNO ITALIANO, Profa. Patrizia Magnasco, chefe do departamento escolar da Embaixada

17h: ESTUDAR NA ITÁLIA: UM TESTEMUNHO DIRETO, Profa. Michelle Alvarenga, Responsável Italiano sem Fronteiras – MEC

17h30: PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS PARA ESTUDAR NA ITÁLIA: A PRÉ-INSCRIÇÃO, Dra. Alessandra Crimi, Chefe do Departamento Cultural da Embaixada

18h: EMISSÃO DA DECLARAÇÃO DE VALOR, Dra. Luisa Fantini, Departamento Cultural da Embaixada

18h30: PROCEDIMENTOS PARA A EMISSÃO DO VISTO DE ESTUDANTE, Dr. Giuseppe Patané, chefe da chancelaria consular da Embaixada