As eleições para o Parlamento Europeu em maio serão a última chance dos partidos populistas mudarem a Europa, afirmou nesta sexta-feira (15) um importante membro do partido Liga, da Itália, acrescentando que, de outro modo, o país terá que sair.

“Acho que esta é a última oportunidade”, disse Claudio Borghi, presidente do comitê de orçamento da câmara baixa e porta-voz econômico da Liga, em uma conferência em Milão.

Ele disse que espera que os partidos populistas conquistem a maioria dos assentos no Parlamento da União Europeia.

“Ou conseguimos mudar (a Europa) agora ou teremos que sair”, disse Borghi.

(Reuters)