BIANUAL

BIANUAL

A partir de
Por R$ 299,00

ASSINAR
ANUAL

ANUAL

A partir de
Por R$ 178,00

ASSINAR
ANUAL ONLINE

ANUAL ONLINE

A partir de
Por R$ 99,00

ASSINAR


Mosaico Italiano é o melhor caderno de literatura italiana, realizado com a participação dos maiores nomes da linguística italiana e a colaboração de universidades brasileiras e italianas.


DOWNLOAD MOSAICO

Baixe nosso aplicativo nas lojas oficiais:

Início » Dados do Istat revelam que Itália tem 1,1 mil pessoas com mais de 105 anos

Dados do Istat revelam que Itália tem 1,1 mil pessoas com mais de 105 anos

24 de junho de 2022 - Por Comunità Italiana
Dados do Istat revelam que Itália tem 1,1 mil pessoas com mais de 105 anos

No dia 1º de janeiro de 2021, a Itália somava 17.177 pessoas com mais de 100 anos no país, sendo que 1.111 tinham 105 ou mais, revelou um relatório divulgado pelo Instituto Nacional de Estatística (Istat) nesta sexta-feira (24). Conforme o documento, nos últimos 10 anos, após um crescimento constante até 2015, a quantidade daqueles que têm mais de 105 anos veio diminuindo gradativamente por uma questão estrutural.

“A entrada nessa faixa etária é menos numerosa do que as precedentes porque é constituída de pessoas que nasceram durante o período de correspondência da Primeira Guerra Mundial (1914-1918)”, explica o documento que aponta que o menor valor dos últimos anos foi atingido em 2018.

Quando analisados os que têm mais de 100 anos, a curva começa a dar sinais de retomada por conta do grupo que já nasceu ao fim ou após o conflito (100 a 104 anos).

Ao todo, entre 2009 – quando os dados começaram a ser computados – e 1º de janeiro de 2021, 7.262 italianos superaram a marca de 105 anos. “O incremento nessa população é constante em todos os anos considerados. Passou-se 472 indivíduos vivos em 1º de janeiro de 2009 para 1.111 em 2021 (+135,8%) e para todos os grupos houve um aumento superior a 100%”, diz ainda o documento.

Nos últimos 12 anos, também aumentou de 10 para 17 a quantidade de idosos que passaram dos 110 anos no país. Já os nomes mais frequentes nessa faixa de população é Giuseppe e Maria – ambos estão fora da lista dos nomes mais escolhidos no país desde 2011.

Os meses de nascimento mais frequentes são janeiro e outubro, e as mortes ocorrem mais em janeiro “pela época invernal” e em agosto “por conta do calor do verão”.

No entanto, uma das estatísticas mais gritantes do relatório é que são as mulheres que vivem mais no país: 83% dos que passam dos 100 anos e 88,9% dos com mais de 105 anos. Todas as que têm mais de 110 anos são mulheres.

Apesar de computar os dados até o início de 2021, o Istat informa que a pessoa mais velha da Itália atualmente, neste ano, é uma mulher de 112 anos que vive na região de Marcas. O homem mais velho tem 109 e mora na Toscana.

Quando considerada a região da residência, a maior parte dos centenários vivem no norte da Itália: 567 vivem ali. Mas, apesar de ter menos quantidade, está no sul a região que tem uma maior proporção de idosos em relação a população: Molise tem 4,1 a cada 100 mil habitantes.

Já a Lombardia, que soma a maior quantidade absoluta de pessoas centenárias (161), tem uma proporção abaixo da média nacional, de 1,6 a cada 100 mil.

Mais um fato relevante do relatório é que a pandemia de Covid-19, diferentemente do que ocorreu nos idosos entre 60 e 100 anos, não teve muito impacto no índice de mortalidade dos “ultracentenários”.

“Analisando a probabilidade de morte dessa subpopulação de 2009 a 2020, percebe-se como o valor relativo a 2020 está em linha com o dos anos anteriores: cerca de 66 falecimentos a cada 100 indivíduos. Provavelmente, as medidas de contenção adotadas no ano preservaram essa faixa da população das infecções”, pontua o documento.

O Istat ressalta ainda que o índice também pode estar ligado ao fato que “a população com mais de 105 anos ou mais é uma população geneticamente selecionada, mais resistente”. “Além disso, quase nove em cada 10 vivem ‘protegidos’ nas famílias, enquanto 12% vive em asilos”, conclui. (com dados da Ansa)

Comunità Italiana

A revista ComunitàItaliana é a mídia nascida em março de 1994 como ligação entre Itália e Brasil.

Leia também outras matérias da nossa revista.



Comentários
Array
(
    [0] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 11674
            [name] => Centenários
            [slug] => centenarios
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 11674
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 1
            [filter] => raw
        )

    [1] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 700
            [name] => Idosos
            [slug] => idosos
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 700
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 16
            [filter] => raw
        )

    [2] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 7307
            [name] => Instituto Nacional de Estatística
            [slug] => instituto-nacional-de-estatistica
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 7307
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 50
            [filter] => raw
        )

    [3] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 741
            [name] => Istat
            [slug] => istat
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 741
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 115
            [filter] => raw
        )

)

ENQUETE

O Ministério da Educação da Itália lançou uma circular em que proíbe o uso de celulares e dispositivos eletrônicos análogos em salas de aula de todo o país. Você concorda com a medida?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

NOSSO E-BOOK GRÁTIS

SIGA NAS REDES

HORA E CLIMA EM ROMA

  • 23h19
fique por dentro

Não perca
nenhuma
notícia.

Cadastra-se na nossa ferramenta e receba diretamente no seu WhatsApp as últimas notícias da comunidade.