BIANUAL

BIANUAL

A partir de
Por R$ 299,00

ASSINAR
ANUAL

ANUAL

A partir de
Por R$ 178,00

ASSINAR
ANUAL ONLINE

ANUAL ONLINE

A partir de
Por R$ 99,00

ASSINAR


Mosaico Italiano é o melhor caderno de literatura italiana, realizado com a participação dos maiores nomes da linguística italiana e a colaboração de universidades brasileiras e italianas.


DOWNLOAD MOSAICO

Baixe nosso aplicativo nas lojas oficiais:

Cúpula na Itália sobre o futuro da Líbia afunda em divergências

14 de novembro de 2018 - Por Comunità Italiana
Cúpula na Itália sobre o futuro da Líbia afunda em divergências

 

Chefes de Estado e de governo de cerca de 30 países foram convidados para a conferência na Itália para tratar sobre a estabilização da Líbia, atingida por divisões e lutas de poder desde a queda do regime de Muammar Khaddafi, em 2011

Depois de um encontro em maio, em Paris, o governo italiano queria que Palermo servisse de apoio ao “mapa da paz” das Nações Unidas para a Líbia.

“Não queremos, quero ser claro, nunca pretendi fornecer, através desta conferência , a solução para a crise da Líbia”, reconheceu nessa terça-feira, durante a sessão plenária única, o chefe de governo Italiano Giuseppe Conte. “A Itália e a comunidade internacional apoiam o trabalho das Nações Unidas. É necessário superar o impasse em que o processo líbio se encontra por muito tempo”, disse Conte em entrevista ao jornal italiano La Stampa.

A Itália mantém laços históricos com o país, que foi uma de suas colônias, e está preocupada com a imigração. Além disso, a estabilidade nesse país do norte da África é considerada uma condição essencial para o equilíbrio do Mediterrâneo.

A Itália convidou líderes e representantes tribais, assim como representantes de países e europeus, árabes e dos Estados Unidos. A União Europeia foi representada no encontro pelo presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, e pela chefe da diplomacia, Federica Mogherini.

O marechal líbio Khalifa Haftar foi convidado para negociações com o chefe do governo da União Nacional (GNA), Fayez al Sarakh, com o presidente do Parlamento, Aguila Salah, e do Conselho de Estado (equivalente ao Senado em Trípoli), Khaled al Mechri. Considerado por seus detratores como o maior obstáculo para o processo de estabilização deste rico país petrolífero, Haftar luta contra o extremismo islamita e informou que não queria se sentar para negociar junto a representantes desse movimento.

“Ao não confirmar sua presença, Haftar quer demonstrar que é chave para todo acordo (…) e se fortalece”, argumenta Mohamed ElKharh, um analista líbio.

Encontro informal

No entanto, Haftar concordou em se reunir na manhã desta terça-feira com representantes de vários países ativos na questão da Líbia, incluindo Egito, Rússia, Argélia, Tunísia e França. O chefe do Governo da União Nacional (GNA), reconhecido internacionalmente, Fayez al-Sarraj, também esteve presente nesta “reunião informal” convocada por Giuseppe Conte.




A Turquia, que foi excluída deste último encontro, optou por deixar a conferência, dizendo estar “profundamente desapontada”. “Qualquer reunião que exclua a Turquia só pode ser contraproducente para a solução do problema”, disse o o vice-presidente turco, Fuat Oktay, cujo país tem papel fundamental na crise da Líbia.

“Infelizmente, a comunidade internacional não conseguiu se unir nesta manhã”, informou Ankara. A Turquia tem uma relação difícil com o Egito, m dos principais defensores do marechal Haftar.

“Todo país tem o direito de ter suas próprias ambições na Líbia, mas todos devem admitir que a realização dessas ambições primeiro requer uma Líbia em paz, na preservação de sua unidade e integridade”, disse o primeiro-ministro argelino, Ahmed Ouyahia, durante a reunião informal da manhã.

“O papel da comunidade internacional é apoiar um acordo na Líbia, sem preconceitos”, disse o presidente do Egito, Abdel Fattah al-Sissi, citado no Cairo por um porta-voz.

Apesar das divergências, Giuseppe Conte e o enviado da ONU na Líbia, Ghassan Salamé, acreditam na utilidade do encontro. “As Nações Unidas devem continuar sendo o centro do processo de estabilização da Líbia”, disse Conte.

O ministro das Relações Exteriores da França, Jean-Yves Le Drian, presente em Palermo, permaneceu discreto e deixou a Sicília sem fazer qualquer declaração.

 

Comunità Italiana

A revista ComunitàItaliana é a mídia nascida em março de 1994 como ligação entre Itália e Brasil.

Leia também outras matérias da nossa revista.



Comentários
Array
(
    [0] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 3855
            [name] => Cúpula
            [slug] => cupula
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 3855
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 3
            [filter] => raw
        )

    [1] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 3552
            [name] => Giuseppe Conte
            [slug] => giuseppe-conte
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 3552
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 148
            [filter] => raw
        )

    [2] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 2519
            [name] => Líbia
            [slug] => libia
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 2519
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 15
            [filter] => raw
        )

    [3] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 682
            [name] => Palermo
            [slug] => palermo
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 682
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 16
            [filter] => raw
        )

)

ENQUETE

Se você fosse convidado hoje para viver na Itália com a sua família, você sairia do Brasil?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

NOSSO E-BOOK GRÁTIS

SIGA NAS REDES

HORA E CLIMA EM ROMA

  • 04h47
fique por dentro

Não perca
nenhuma
notícia.

Cadastra-se na nossa ferramenta e receba diretamente no seu WhatsApp as últimas notícias da comunidade.