Grupo inclui o governo, estatal ferroviária, Atlantia e Delta

Faltando poucos dias para expirar o prazo para a apresentação de uma oferta final vinculante pela Alitalia, as quatro partes que fazem parte do consórcio avançaram nas negociações para definir o futuro da maior empresa de aviação civil da Itália.

Segundo fontes financeiras, ainda há alguns nós a serem desfeitos, mas a companhia pública Ferrovie dello Stato (FS), o Ministério da Economia e das Finanças, o grupo rodoviário italiano Atlantia e a empresa americana de aviação civil Delta já se comprometeram a entrar na nova Alitalia.

De acordo com essas mesmas fontes, as quatro partes estão na fase final de definição das participações acionárias. No plano atual, FS e Atlantia teriam 35% cada, enquanto o Ministério da Economia e a Delta ficariam com 15% cada.

Não se sabe, no entanto, se a troca de governo pode provocar alguma mudança nessa distribuição. O prazo para o consórcio apresentar sua oferta final termina em 15 de setembro, mas a data pode ser adiada em até um mês e meio para dar tempo para a conclusão das tratativas.

A Alitalia está sob intervenção do governo desde maio de 2017, devido a uma grave crise de liquidez que a deixou à beira da falência. Seus acionistas são a holding Compagnia Aerea Italiana (CAI), com 51%, e o grupo árabe Etihad Airways, com 49%. (ANSA)