Considerada uma das chaves mais fracas das Eliminatórias para a Eurocopa de 2020, a Itália irá estrear no torneio neste sábado (23), diante da Finlândia, em Údine. A Azzurra começa como favorita em um grupo tecnicamente inferior em comparação com a da Alemanha e da Espanha. 

Além da Finlândia, a chave da Itália é também composta pela Armênia, Bósnia-Herzegovina, Grécia e Liechtenstein. No total, a competição possui 10 grupos e 55 seleções, sendo que somente 24 vão disputar a Euro.   

Para a Itália, a Eurocopa será uma grande oportunidade de tentar fazer o torcedor esquecer o vexame de não ter classificado para a edição passada da Copa do Mundo, na Rússia. Neste tempo, a Azzurra trocou de técnico e reformulou sua equipe, mesclando jovens jogadores, como Patrick Cutrone, Moise Kean e Nicolò Zaniolo, com os experientes, como Giorgio Chiellini, Leonardo Bonucci e Fabio Quagliarella.   

Em 15 edições, a Azzurra venceu o torneio apenas uma vez, em 1968, e foi vice-campeã em outras duas oportunidades (2000 e 2012).   

A última Euro foi realizada em 2016, na França. A campeã foi a seleção portuguesa, que bateu a anfitriã na decisão por 1 a 0, com um gol de Eder. A próxima edição, por sua vez, será disputada 12 países diferentes.