Lançado no Brasil na quinta-feira da semana passada, 21/02, o filme Dogman do cineasta italiano Matteo Garrone explora a relação entre um cuidador de cães e um boxeador viciado em cocaína, para tratar de injustiça e vingança

Com duração de 1h43min, o suspense apresenta Marcello (Marcello Fonte), um homem franzino e tranquilo que trabalha em um modesto petshop na periferia de Roma, que mantém uma ambígua relação de submissão com Simone (Edoardo Pesce), um ex-boxeador que aterroriza o bairro inteiro. A trama se desenvolve em torno de um plano de vingança de Marcello a Simone, após mais uma prepotência do violento amigo.

Considerado ‘um soco no rosto de quem ainda não se deu conta de que vive hoje em um mundo de uma violência cotidiana sem retorno’, Matteo Garrone, o diretor, ganhou o Grande Premio do Júri de Cannes, este ano, e seu protagonista, Marcello Fonte, levou a Palma de Melhor Ator no festival francês.

Além de Dogman, Garrone é autor do célebre filme Gomorra, de 2008 – também dentro da categoria realismo social -, baseado no livro do jornalista Roberto Saviano, que vive até hoje sob proteção policial pelas ameaças de morte que recebeu do crime organizado de Nápoles, a Camorra. O filme ganhou o Grande Premio de Cannes em 2008 e foi um sucesso mundial extraordinário.