Com 36 anos e 54 dias, atacante da Sampdoria se torna jogador mais velho a marcar pela Azzurra. Equipe de Roberto Mancini lidera Grupo J

A renovada Itália não decepcionou. Fez o que se espera diante de uma das mais inexpressivas seleções europeias. A Azzurra recebeu Liechtenstein no estádio Ennio Tardini, em Parma, e goleou o rival por 6 a 0, pela segunda rodada do Grupo J das eliminatórias para a Eurocopa 2020. O veterano Quagliarella, que retornou à seleção após mais de oito anos, fez dois gols e foi o destaque. Tornou-se o atacante mais velho a balançar as redes pelo time italiano.

Quase 74% de posse de bola, 40 finalizações contra apenas três, perto de 700 passes completados. Foi o duelo que se espera entre uma tetracampeã mundial e uma equipe quase amadora. A Itália sobrou. Abriu o placar com o baixinho Sensi, de cabeça, um dos melhores em campo, ao lado do lateral Spinazzola e do volante Verratti, autor do segundo gol, em um belo chute colocado de dentro da área. O veterano Quagliarella fez dois gols, ambos de pênalti, após dois lances de mão dentro da área de Liechtenstein. No segundo, o zagueiro Kaufmann foi expulso e deixou o caminho livre para uma goleada. Na etapa complementar, o jovem Kean, da Juventus, e o atacante Pavoletti completaram o massacre italiano: 6 a 0. (GE)