BIANUAL

BIANUAL

A partir de
Por R$ 299,00

ASSINAR
ANUAL

ANUAL

A partir de
Por R$ 178,00

ASSINAR
ANUAL ONLINE

ANUAL ONLINE

A partir de
Por R$ 99,00

ASSINAR


Mosaico Italiano é o melhor caderno de literatura italiana, realizado com a participação dos maiores nomes da linguística italiana e a colaboração de universidades brasileiras e italianas.


DOWNLOAD MOSAICO

Baixe nosso aplicativo nas lojas oficiais:

Início » Coalizão de direita da Itália é criticada por defender presidencialismo

Coalizão de direita da Itália é criticada por defender presidencialismo

12 de agosto de 2022 - Por Comunità Italiana
Coalizão de direita da Itália é criticada por defender presidencialismo

O recém-divulgado programa de governo da coalizão liderada pela deputada de extrema direita Giorgia Meloni se tornou alvo de críticas na Itália por propor uma mudança na forma de eleição para presidente da República.

Atualmente, o chefe de Estado é escolhido pelo Parlamento e tem mandato de sete anos, mas a aliança formada pelos partidos ultranacionalistas Irmãos da Itália (FdI), de Meloni, e Liga, de Matteo Salvini, e pelo conservador Força Itália (FI), de Silvio Berlusconi, propõe eleição direta para presidente.

Além disso, os líderes da coalizão falam abertamente em substituir o parlamentarismo pelo presidencialismo, o que daria amplos poderes ao candidato mais votado, independentemente de seu apoio no Legislativo, assim como acontece no Brasil e nos EUA.

“Espero que a reforma constitucional do presidencialismo seja aprovada. Eu proponho um sistema presidencialista desde 1995”, afirmou Berlusconi, que sempre reclamou por ter governado com chefes de Estado “de esquerda”.

O ex-premiê ainda voltou suas armas contra o atual inquilino do Palácio do Quirinale, Sergio Mattarella, reeleito no início de 2022 para mais sete anos de mandato. “Se a reforma entrar em vigor, a renúncia [de Mattarella] seria necessária para a eleição direta de um chefe de Estado”, disse Berlusconi.

A declaração provocou reações imediatas das outras forças políticas. “O fato de que a direita comece sua campanha com um ataque a Mattarella demonstra que ela é perigosa para o país”, declarou o ex-premiê Enrico Letta, secretário do centro-esquerdista Partido Democrático (PD), que disputa a liderança nas pesquisas com o FdI.

“Após terem derrubado Draghi, querem derrubar Mattarella”, acrescentou. Já o ex-ministro do Desenvolvimento Econômico Carlo Calenda, líder do partido de centro Ação, disse que Berlusconi está “fora de si”. “Berlusconi, não é Mattarella que deve renunciar, é você que não pode ser eleito”, salientou.

O ex-primeiro-ministro Giuseppe Conte, presidente do antissistema Movimento 5 Estrelas (M5S), afirmou que a proposta da direita é um “acordo de partição”. “Caiu a máscara: Meloni premiê, Salvini vice-premiê e ministro do Interior e Berlusconi primeiro presidente da nova república presidencialista. Não permitiremos que as instituições se curvem diante da lógica de partição voraz das forças de direita”, disse.

Berlusconi, por sua vez, afirmou ter dito apenas uma “coisa óbvia” e que quem o acusa de atacar o presidente da República age com “má fé”. Meloni, por sua vez, destacou que o “presidencialismo é uma reforma séria”, inclusive no campo econômico, já que a “estabilidade” política daria “confiança aos investidores”.

Juntos, os partidos de Meloni, Salvini e Berlusconi são favoritos para obter maioria no Parlamento, de acordo com todas as pesquisas de intenção de voto para as eleições de 25 de setembro. (com dados da Ansa)

Comunità Italiana

A revista ComunitàItaliana é a mídia nascida em março de 1994 como ligação entre Itália e Brasil.

Leia também outras matérias da nossa revista.



Comentários
Array
(
    [0] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 11845
            [name] => 25 de Setembro
            [slug] => 25-de-setembro
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 11845
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 32
            [filter] => raw
        )

    [1] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 10425
            [name] => Coalizão de Direita
            [slug] => coalizao-de-direita
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 10425
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 5
            [filter] => raw
        )

    [2] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 5388
            [name] => Eleições Parlamentares
            [slug] => eleicoes-parlamentares
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 5388
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 66
            [filter] => raw
        )

    [3] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 11975
            [name] => Persidencialismo
            [slug] => persidencialismo
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 11975
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 1
            [filter] => raw
        )

)

ENQUETE

Após o resultado das eleições brasileiras e italianas, você acredita que os laços entre as duas nações se fortalecerão?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

NOSSO E-BOOK GRÁTIS

SIGA NAS REDES

HORA E CLIMA EM ROMA

  • 15h25
fique por dentro

Não perca
nenhuma
notícia.

Cadastra-se na nossa ferramenta e receba diretamente no seu WhatsApp as últimas notícias da comunidade.