O chef Andrea Zamperoni morreu aos 33 anos, em Nova York. O comunicado foi feito pelas redes sociais da rede de restaurantes Cipriani nesta quinta-feira (22).

Ainda não se sabe a causa nem o dia exato da morte, mas Zamperoni estava desaparecido desde domingo (18).

“Ficamos sabendo da triste notícia de que Andrea Zamperoni, um membro respeitado e querido da equipe do Cipriani por muitos anos, que desapareceu no último domingo, foi encontrado morto”, explica o comunicado.

Segundo a NBC, a polícia estava investigando o desaparecimento quando foi acionada depois de um corpo ter sido encontrado em uma área do Queens, em Nova York, descrito pelas autoridades como um alojamento ou hotel.

Ele começou a ser procurado depois de não aparecer ao trabalho na segunda (19). Para Ignacio Albo, assistente do chef, isso era algo incomum. Em entrevista à NBC, ele disse que em 10 anos Zamperoni não faltou um dia.

As suspeitas também foram reforçadas depois que a mãe, que vive na Itália e falava diariamente com o filho, não conseguiu contato com ele no domingo (18).

O chef de cozinha era italiano e liderava há um ano o Cipriani Dolci, localizado no Grand Central Terminal, em Nova York. Ele mudou para a cidade americana por conta do trabalho, mas já estava na rede Cipriani há 11 anos.

“Andrea era um indivíduo responsável, de bom coração, gentil e muito trabalhador que fará falta a todos nós. Nós confiamos que a Polícia de Nova York está fazendo todos os esforços para investigar e esclarecer esta situação trágica”, finaliza o comunicado. (G1)