Início » Bolsas sobem com repercussão do balanço da Amazon e antes do payroll nos EUA

Bolsas sobem com repercussão do balanço da Amazon e antes do payroll nos EUA

04 de agosto de 2023 - Por Comunità Italiana
Bolsas sobem com repercussão do balanço da Amazon e antes do payroll nos EUA

Os principais mercados mundiais operam com alta nesta sexta-feira (4), à espera da publicação relatório de empregos nos EUA (payroll) às 9h30 (horário de Brasília) para obter mais informações sobre a saúde da maior economia do mundo.

O consenso Refinitiv, com a média das projeções do mercado, aponta para a criação de 200 mil empregos formais no mês passado e que a taxa de desemprego, mais uma vez, tenha se mantido em 3,6%.

Wall Street também acompanha a valorização das ações da Amazon no after market, depois que o resultado da gigante do comércio eletrônico superou as expectativas de lucro e divulgou projeções positivas. Já durante a manhã, no pré-market do mercado americano, as ações subiam cerca de 9%. Já as ações da Apple caíam cerca de 2% após o resultado.

No Brasil, com a agenda de indicadores esvaziada, investidores repercutem os balanços de Bradesco e Petrobras, que fazem teleconferências às 10h30.

1.Bolsas Mundiais

Estados Unidos

Os índices futuros dos EUA operam com ganhos nesta manhã de sexta-feira, com investidores repercutindo os resultados da Amazon acima do esperado, enquanto aguardam pelo relatório de emprego (payroll) de julho.

Agentes do mercado esperam que o crescimento lento nos salários por hora possa sinalizar ao Federal Reserve que os aumentos anteriores das taxas de juros tiveram os efeitos pretendidos na economia.

Um salto nos rendimentos no Tesouro dos EUA de 10 anos pesou sobre as ações na sessão de quinta-feira, com os três principais índices fechando em baixa.

Apesar da valorização de hoje, os três principais índices estão a caminho de terminar a semana em baixa.

Veja o desempenho dos mercados futuros:

  • Dow Jones Futuro (EUA), +0,19%
  • S&P 500 Futuro (EUA), +0,38%
  • Nasdaq Futuro (EUA), +0,51%

Ásia e Pacífico

Os mercados asiáticos fecharam no território positivo, com exceção do Kospi, da Coreia do Sul, com o aumento dos rendimentos dos títulos americanos continuando a pressionar as ações após o rebaixamento do crédito dos EUA.

Na frente de dados, as vendas no varejo de Cingapura subiram 1,1% em relação ao ano anterior em junho, marcando o quarto mês consecutivo de desaceleração do crescimento.

O Nikkei, do Japão, subiu 0,1% e terminou o dia em 32.192,75, enquanto o Kospi da Coreia do Sul fechou em baixa de 0,1%, estendendo sua seqüência de derrotas para três dias,

O índice Hang Seng, de Hong Kong, subiu 0,55% em sua última hora, enquanto o Shanghai Composite, da China subiu 0,23%.

Na Austrália, o Reserve Bank of Australia cortou a perspectiva de crescimento para o país em 2023, mas disse que a inflação está “caminhando na direção certa”. O S&P/ASX 200 subiu 0,19% e fechou em 7.325,3 pontos.

  • Shanghai SE (China), +0,23%
  • Nikkei (Japão), +0,10%
  • Hang Seng Index (Hong Kong), +0,61%
  • Kospi (Coreia do Sul), -0,10%
  • ASX 200 (Austrália), +0,19%

Europa

Os mercados europeus operam com alta nesta sexta-feira, com os investidores digerindo o aumento das taxas do Banco da Inglaterra na quinta-feira e mais resultados corporativos.

O Banco da Inglaterra elevou sua principal taxa de juros em 25 pontos-base, para 5,25%, a maior alta em 15 anos, enquanto os formuladores de políticas tentam combater a inflação persistente.

Os investidores também estão atentos a uma série de resultados de bancos europeus.

  • FTSE 100 (Reino Unido), +0,07%
  • DAX (Alemanha), +0,18%
  • CAC 40 (França), +0,43%
  • FTSE MIB (Itália), +0,24%
  • STOXX 600, +0,16%

Commodities

Os preços do petróleo operam com alta e caminham sexta alta semanal, depois que a Arábia Saudita e a Rússia, segundo e terceiro maiores produtores de petróleo do mundo, prometeram reduzir a produção até o mês que vem.

As cotações do minério de ferro na China fecharam no vermelho devido a novas preocupações com as restrições à produção de aço da China e as perspectivas de recuperação do setor imobiliário local em dificuldades.

  • Petróleo WTI, +0,38%, a US$ 81,86 o barril
  • Petróleo Brent, +0,35%, a US$ 85,44 o barril
  • Minério de ferro negociado na bolsa de Dalian teve baixa de 0,30%, a 817,50 iuanes, o equivalente a US$ 113,86

Bitcoin

  • Bitcoin, -0,34% a US$ 29.147,19 (em relação à cotação de 24 horas atrás)

2. Agenda

A semana termina com a divulgação do payroll do mês de julho, que vai ser apresentado pelo Departamento de Trabalho dos EUA às 9h30 (horário de Brasília). O consenso Refinitiv prevê a criação que 200 mil empregos formais tenham sido criados no mês passado e que a taxa de desemprego, mais uma vez, tenha se mantido em 3,6%.

Brasil

10h: Roberto Campos Neto, presidente do BC, tem reunião com Alberto Whitaker, Presidente, Jorge Henrique Mariano Cavalcante, Diretor, e Leonardo José Macedo, Presidente do Conselho de Administração do Conselho Regional de Administração de São Paulo (CRA/SP) (fechado à imprensa)

10h: Fernando Haddad, ministro da Fazenda, se reúne com Joaquim Levy – Diretor de Estratégia Econômica e Relações com Mercados do Banco SAFRA

11h: Haddad tem reunião com Isabella Weber – Universidade de Massachusetts Amherst

EUA

9h30: Relatório de emprego payroll

14h: Contagem de sondas Baker Hughes

3. Noticiário econômico

Reforma tributária não agrada a todos, mas tem uma ‘espinha dorsal’, afirma Lira

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), reconheceu na última quinta que o texto da reforma tributária aprovada na Casa não chegou a agradar a todos, mas destacou que ele tem uma “espinha dorsal”. Ele pontuou que cabe ao relator da matéria no Senado, Eduardo Braga (MDB-AM), aprimorar o texto.

De acordo com o deputado, a entrega da reforma tributária à Casa é fruto de muito diálogo com a sociedade civil, setor produtivo e representantes federativos.

Lira reiterou a expectativa de referendar a reforma ainda neste ano e disse esperar um quórum especial no Senado. “A maturidade de todos garantiu aprovação da tributária com quórum especialíssimo na Câmara”, pontuou. “Não tenho dúvida de que terá um quórum muito especial no Senado.”

4. Noticiário político

Lula embarca para o Pará, onde lançará o novo Luz para Todos

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva embarca às 9h desta sexta-feira, dia 4, para Parintins, no Pará. Ele lançará na cidade a nova edição do programa Luz Para Todos. Também inaugurará a ligação dos municípios de Itacoatiara (AM), Parintins (PA) e Juriti (PA) ao Sistema Interligado Nacional (de produção e transmissão de energia elétrica).

Os atos estão marcados para as 11h, no centro de Parintins. Lula também assinará decreto sobre a interligação elétrica de países da América do Sul.

Depois, o petista vai para Santarém. Ele deverá passar o fim de semana em Alter do Chão, cidade próxima conhecida por suas praias de água doce do rio Tapajós. O presidente retorna a Santarém para compromissos políticos na segunda-feira, 7.

Lula emendará uma série de compromissos fora de Brasília na próxima semana. No dia 8, começa a Cúpula dos Países Amazônicos, em Belém. O presidente participa, e depois vai direto para o Rio de Janeiro, onde lançará a nova versão do PAC (programa de aceleração do crescimento).

5. Radar Corporativo

Petrobras (PETR4)

A Petrobras (PETR4;PETR4lucrou R$ 28,782 bilhões de forma líquida no segundo trimestre de 2023%, acima do consenso da Refinitiv, que previa um lucro de R$ 27,3 bilhões. Na comparação trimestral houve queda de 24,6% e na anual, de 47%, já esperada por conta do recuo do petróleo frente aos dois períodos de comparação.

A receita líquida da petroleira estatal ficou em R$ 113,840 bilhões, ante R$ 170,960 bilhões de um ano antes e de R$ 139,068 bilhões do trimestre imediatamente anterior. A queda na base anual foi de 33,4%.

A estatal ainda anunciou a distribuição de remuneração aos acionistas no valor de R$ 1,149304 por ação ordinária e preferencial, como antecipação da remuneração aos acionistas relativa ao exercício de 2023, declarado com base no balanço de 30 de junho de 2023 (intercalares).

Além disso, aprovou um programa derecompra de até 157,8 milhões de ações pelo prazo de 12 meses. O volume representa 3,5% das ações em circulação (free float) da estatal.

Bradesco (BBDC4)

O Bradesco (BBDC4registrou lucro recorrente de R$ 4,5 bilhões no segundo trimestre de 2023 (1T23), uma queda de 35,8% na comparação anual.

Confira os resultados de destaque

O número, contudo, veio acima do esperado, já que o consenso Refinitiv previa lucro líquido de R$ 3,596 bilhões no período.

Renner (LREN3)

A Lojas Renner (LREN3) lucrou R$ 229,7 milhões de forma líquida, queda de 36,3% na base anual. De acordo com a companhia, o pior resultado é explicado por um recuo do varejo e do seu braço de serviços financeiros, ambos impactados pelo atual cenário macroeconômico.

A receita líquida da Lojas Renner caiu 6% na base anual, para R$ 2,98 bilhões. (InfoMoney com Estadão, Reuters e Agência Brasil)

Comunità Italiana

A revista ComunitàItaliana é a mídia nascida em março de 1994 como ligação entre Itália e Brasil.

Leia também outras matérias da nossa revista.



Comentários

ENQUETE

Loading poll ...

NOSSO E-BOOK GRÁTIS

SIGA NAS REDES

HORA E CLIMA EM ROMA

  • Sun Cloud
  • 14h26
fique por dentro

Não perca
nenhuma
notícia.

Cadastra-se na nossa ferramenta e receba diretamente no seu WhatsApp as últimas notícias da comunidade.