BIANUAL

BIANUAL

A partir de
Por R$ 299,00

ASSINAR
ANUAL

ANUAL

A partir de
Por R$ 178,00

ASSINAR
ANUAL ONLINE

ANUAL ONLINE

A partir de
Por R$ 99,00

ASSINAR


Mosaico Italiano é o melhor caderno de literatura italiana, realizado com a participação dos maiores nomes da linguística italiana e a colaboração de universidades brasileiras e italianas.


DOWNLOAD MOSAICO

Baixe nosso aplicativo nas lojas oficiais:

Bolsas sobem com investidores atentos a balanços e mais assuntos que vão movimentar o mercado hoje

19 de outubro de 2021 - Por Comunità Italiana
Bolsas sobem com investidores atentos a balanços e mais assuntos que vão movimentar o mercado hoje

A sessão desta terça-feira (19) começa com leve alta para os principais índices mundiais, com os investidores atentos da divulgação de resultados de grandes empresas nos Estados Unidos, com atenção para números como de Netflix e Johnson & Johnson.

Contudo, ainda segue no radar o debate sobre inflação global e retirada de estímulos por bancos centrais de países desenvolvidos e aperto nos emergentes, em um dia em que diversos integrantes dos principais BCs do mundo fazem discurso.

Por aqui, atenção para as alternativas de programas sociais a 13 dias do fim do auxílio emergencial. Na manhã de ontem, Bolsonaro aventou a possibilidade de renovar o Auxílio Emergencial, sem expor detalhes, mas afirmando já ter acordo com Paulo Guedes, ministro da Economia.

Segundo reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, uma das possibilidades em estudo é estender o auxílio emergencial por 60 dias, com sobra de R$ 12 bilhões do Bolsa Família.

Confira os destaques:

1. Bolsas mundiais

As bolsas mundiais avançam nesta terça (19).

EUA

Na segunda, o S&P avançou 0,34%, e o Nasdaq, 0,84%, no quarto dia consecutivo de ganhos para ambos e destaque para empresas de tecnologia. Amazon, Apple, Facebook, Netflix e a Alphabet, dona do Google, fecharam em alta. O Dow Jones perdeu 36 pontos, prejudicado por uma queda de 3% nos papéis da Disney.

Até o momento, das 41 empresas componentes do índice S&P que informaram seus resultados relativos ao terceiro trimestre, 80% superaram as expectativas, segundo dados do FactSet. Entre as empresas que divulgam seus resultados nesta terça estão Johnson & Johnson, Procter & Gamble, Netflix e United Airlines. Os resultados desta última podem trazer sinais sobre a saúde do setor aéreo de forma geral.

Ásia

As bolsas asiáticas fecharam em alta, com destaque positivo de empresas de tecnologia, após os ganhos do setor nos Estados Unidos na segunda. Os papéis da Alibaba listados em Hong Kong avançaram 1,3%; e os da Meituan, 1,8%.

Europa

Na Europa, o índice Stoxx 600, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus, tem alta, com destaque positivo para o setor de recursos básicos, e negativo para o de seguros. Entre as empresas que informam resultados nesta terça na Europa estão Danone, Kering, Vinci, Deutsche Boerse e BHP.

Commodities

Os preços do barril de petróleo avançam, assim como do minério de ferro negociado na bolsa de Dalian.

Bitcoin

O Bitcoin (BTC) começa o dia negociado a menos de US$ 2 mil da máxima histórica de quase US$ 65 mil após atingir brevemente a marca de US$ 62.980 logo após a meia-noite de hoje. Às 7h01, a moeda digital era cotada a US$ 61.158.

A criptomoeda segue em terreno positivo em alta acumulada de mais de 26% em duas semanas em meio às fortes expectativas pela chegada do ETF de Bitcoin dos EUA, que deve estrear hoje na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE). Saiba mais clicando aqui. 

Veja os principais indicadores às 7h30 (horário de Brasília):

Estados Unidos

*Dow Jones Futuro (EUA), +0,29%
*S&P 500 Futuro (EUA), +0,36%
*Nasdaq Futuro (EUA), +0,27%

Europa

*FTSE 100 (Reino Unido), +0,09%
*Dax (Alemanha), +0,07%
*CAC 40 (França), +0,02%
*FTSE MIB (Itália), +0,24%

Ásia

*Nikkei (Japão), +0,65% (fechado)
*Shanghai SE (China), +0,7% (fechado)
*Hang Seng Index (Hong Kong), +1,49% (fechado)
*Kospi (Coreia do Sul), +0,74% (fechado)

Commodities e Bitcoin

*Petróleo WTI, +1,26%, a US$ 83,48 o barril
*Petróleo Brent, +0,75%, a US$ 84,96 o barril
*Bitcoin, +2,25% a US$ 62.271,5
*Sobre o minério de ferro: **O minério negociado na bolsa de Dalian teve alta de 0,07%, a 707 iuanes, o equivalente a US$ 110,56.
USD/CNY = 6,39

2. Agenda

Brasil

9h30: BC faz leilão de venda à vista de US$ 500 milhões

Europa

Discursos
8h10: Frank Elderson, do Banco Central Europeu (BCE)
9h: Fabio Panetta, do BCE
9h05: Andrew Bailey, governador do Banco da Inglaterra
11h: Philip Lane, do BCE

Estados Unidos

9h30: Dados sobre licenças de construção e construção de novas moradias, relativos a setembro

Discursos
12h30: Mary Daly, membro do Comitê Federal do Mercado Aberto (Fomc na sigla em inglês) do Federal Reserve (Fed)
15h50: Raphael Bostic, membro do Fomc do Fed
16h: Christopher Waller, membro do Fed

17h30: Instituto Americano do Petróleo (em inglês) divulga dados de estoque semanal

Japão

20h50: Balança comercial relativa a setembro

China

22h30: Preços de imóveis relativos a setembro

3. Covid e CPI

Na segunda (18), a média móvel de mortes por Covid em 7 dias no Brasil ficou em 322, queda de 33% em comparação com o patamar de 14 dias antes. Em apenas um dia, foram registradas 197 mortes.

As informações são do consórcio de veículos de imprensa que sistematiza dados sobre Covid coletados por secretarias de Saúde no Brasil, que divulgou, às 20h, o avanço da pandemia em 24 h.

A média móvel de novos casos em sete dias foi de 10.050, o que representa queda de 40% em relação ao patamar de 14 dias antes. Em apenas um dia foram registrados 9.250 casos.

Chegou a 151.739.636 o número de pessoas que receberam a primeira dose da vacina contra a Covid no Brasil, o equivalente a 71,13% da população.

A segunda dose ou a vacina de dose única foi aplicada em 105.003.395 pessoas, ou 49,22% da população. A dose de reforço foi aplicada em 4.582.944 pessoas, ou 2,15% da população.

Na segunda, a CPI da Covid no Senado ouviu familiares de vítimas da Covid, que pediram justiça. Entre os ouvidos esteve o taxista carioca Márcio Silva, que perdeu um filho e afirmou: “Minha dor não é mi-mi-mi”.

Reportagem de capa desta terça do jornal O Globo afirma que, em meio a divergências entre a ala majoritária da CPI da Covid no Senado, chamada de G7, o relator, Renan Calheiros (MDB-AL), insiste em manter inalterado seu relatório.

O documento pede o indiciamento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) por 12 crimes, e o de outras 70 pessoas, dentre elas seus três filhos com mandatos políticos. Segundo o jornal, a acusação de advocacia administrativa ao senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) e a imputação de crime de genocídio ao presidente ainda dividem os senadores, que questionam o embasamento das tipificações.

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, Renan acabou isolado por colegas, acusado de vazar trechos do documento, gerando incômodo. Segundo O Globo, os senadores acreditam que, ao expor tais trechos, Renan tornou mais difícil alterar pontos polêmicos. De acordo com a Folha, caso o relator não concorde em retirar partes que são alvo de divergências do texto, congressistas avaliam apresentar emendas.

Segundo reportagem publicada nesta segunda pelo portal UOL, o ex-chanceler Ernesto Araújo poderá ser um dos indiciados pela CPI por conta de sua gestão do Itamaraty durante a crise sanitária, e por supostamente usar a rede diplomática de forma a contribuir para o número de mortos pela pandemia.

Fontes em Brasília que participaram da elaboração do relatório da CPI afirmaram ao site, sob condição de anonimato, que um dos motivos para a inclusão do nome de Araújo seria sua decisão inicial de não aderir ao consórcio Covax da Organização Mundial da Saúde (OMS) para a distribuição de vacinas. Quando o Brasil finalmente decidiu aderir, o governo optou por comprar 46 milhões de doses, o menor número de vacinas oferecidas pelo mecanismo, que chegava a até 86 milhões de doses.

Outro fator seria o uso do Instituto Rio Branco e da Fundação Alexandre de Gusmão, ambos sob o comando do Itamaraty, para difundir desinformação sobre a pandemia. Eles organizaram seminários de expoentes do negacionismo, com a chancela de Araújo.

Outra reportagem do portal UOL afirma que um relatório entregue pela OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) à CPI da Covid faz um relato com extensos argumentos defendendo que seja feita uma denúncia contra o presidente Bolsonaro por genocídio contra povos indígenas.

O relatório da OAB afirma que teria ocorrido uma “sujeição intencional do grupo a condições de vida com vista a provocar a sua destruição física, total ou parcial”. Esta é uma das condutas tipificadas como crime de genocídio. É o segundo relatório do tipo que visa embasar a denúncia contra Bolsonaro de crime de genocídio.

Segundo o jornal O Globo, a expectativa é de que o relatório da CPI da Covid no Senado seja aprovado apenas na próxima semana.

4. Radar político

Auxílio emergencial

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou na segunda-feira que o governo deverá resolver nesta semana detalhes sobre a extensão do auxílio emergencial e também de medidas referentes ao preço do diesel no país.

“Se Deus quiser, nós resolveremos esta semana a extensão do auxílio emergencial, como devemos resolver também esta semana a questão do preço do diesel”, disse.

“As soluções não são fáceis, mas nós temos a obrigação de mostrar a origem do problema e como resolvê-lo”, completou ele, em cerimônia em São Roque (MG) de lançamento de um programa para garantir acesso à água no semiárido brasileiro.

O presidente disse que reuniu-se no sábado com ministros, entre eles o titular da Economia, Paulo Guedes, para discutir a extensão do auxílio emergencial em um valor que “dê dignidade” aos necessitados. O benefício pago durante a pandemia encerra-se neste mês. Segundo reportagem com chamada de capa do jornal O Estado de S. Paulo, uma das possibilidades em estudo é estender o auxílio emergencial por 60 dias, com sobra de R$ 12 bilhões do Bolsa Família.

No caso do preço do diesel, na véspera três entidades nacionais de trabalhadores vinculados ao setor de transporte de cargas anunciaram que decidiram decretar estado de greve e que vão iniciar greve nacional a partir de 1º de novembro se o governo federal não atender reivindicações que remontam à paralisação dos caminhoneiros em 2018.

Uma das principais queixas dos motoristas é justamente o custo do combustível, reajustado para cima seguidas vezes nos últimos meses pela Petrobras. O preço médio do diesel no país acumula alta de mais de 50% neste ano.

Em entrevista com manchete de capa do jornal O Estado de S. Paulo nesta terça, o ex-presidente da Petrobras, o economista Roberto Castelo Branco, afirma que foi alvo de “mentiras absurdas” e “ataques de milícias digitais” por se recusar a atender a pedidos sobre preços de combustíveis, que são uma demanda de caminhoneiros.

É a primeira entrevista de Castelo Branco desde que foi demitido em abril, em meio a pressões do governo para intervir sobre o preço dos combustíveis. Desde então, ele passou por uma quarentena de seis meses em que não se manifestou.

Segundo o economista, “o governo se acha o dono da Petrobras, o presidente da República diz que ele é o dono da empresa e quer proceder como tal, desobedecendo a regras e regulações. Esta é uma confusão que políticos fazem, que o dono da Petrobras é o governo. Não é. É o Estado, a sociedade”, afirmou.

“Não faz sentido tirar dinheiro da Petrobras para subsidiar o consumo de combustíveis por determinados grupos. Isso é antidemocrático”, afirmou. Ele também disse ao jornal que se desgastou ao não atender a pedidos sobre nomeações e publicidade. Castelo Branco foi substituído pelo general da reserva Joaquim Silva e Luna.

Inquérito contra Bolsonaro

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu atender a um pedido da Polícia Federal e prorrogou por mais 60 dias o inquérito que investiga o presidente Jair Bolsonaro por vazamento de uma investigação sigilosa conduzida pela corporação, informou a assessoria da corte na segunda-feira.

Desde agosto, Bolsonaro é alvo dessa investigação após ter revelado em redes sociais o teor de um inquérito sigiloso sobre ataque hacker sofrido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 2018, meses antes das eleições daquele ano.

Esse inquérito decorreu de notícia-crime encaminhada pelo TSE e que havia pedido a apuração ao STF da divulgação de informações sigilosas por parte de Bolsonaro, do deputado Filipe Barros (PSL-PR) e do delegado da Polícia Federal que comanda as investigações sobre ataque hacker, que foi afastado do caso.

Bolsonaro tem negado irregularidades. Essa é a quinta apuração da qual o presidente é alvo no Supremo e no TSE.

Criptomoedas

Os recursos alocados por brasileiros em criptoativos no exterior saltaram 145% em 2021, um movimento que tem sido acompanhado de perto pelo Banco Central, mas sem acender qualquer alerta interno, segundo duas fontes do governo com conhecimento direto do assunto afirmaram à agência internacional de notícias Reuters.]

Apesar de o Fundo Monetário Internacional (FMI) ter chamado a atenção sobre os riscos associados ao aumento desse fluxo em mercados emergentes, a avaliação é que no Brasil o tema não chega a representar uma preocupação.

De janeiro a agosto, o volume investido por brasileiros nesses ativos alcançou US$ 4,3 bilhões, ante US$ 1,7 bilhão em igual período do ano passado e US$ 1,7 bilhão no mesmo intervalo de 2019.

Sozinho, o montante aportado em 2021 representa 36,8% do estoque total já alocado historicamente pelos brasileiros em criptoativos: US$ 11,7 bilhões desde 2016, quando esses números timidamente começaram a sensibilizar as estatísticas do BC.

Embora o diretor de Política Monetária da autarquia, Bruno Serra, tenha reconhecido recentemente que o aumento nos valores foi expressivo, uma fonte do Banco Central disse à Reuters, em condição de anonimato, que o acompanhamento pelo órgão regulador se dá mais por curiosidade do que por risco neste momento.

“(Volume investido) é muito pouco para gerar qualquer problema”, disse.

Na semana passada, o Fundo Monetário Internacional (FMI) fez um alerta sobre o assunto em seu Relatório de Estabilidade Financeira Global, ressaltando que o aumento da comercialização de criptoativos em mercados emergentes pode potencialmente levar à desestabilização dos fluxos de capital.

5. Radar corporativo

Petrobras (PETR3;PETR4)

A Petrobras negou que estaria praticando cortes no atendimento de pedidos de combustíveis.

A estatal também alegou que pedidos de aumento no fornecimento de diesel e gasolina para novembro não podem ser atendidos por falta de condições operacionais.

De acordo com comunicado, o parque de refino da Petrobras trabalhou com um fator de utilização (FUT) de 79% no primeiro semestre de 2021, em linha com a média de 2020 e superior ao registrado em 2019 (77%) e 2018 (76%).

MRV (MRVE3)

A MRV (MRVE3) registrou R$ 2,014 bilhões em vendas líquidas no terceiro trimestre de 2021, crescimento de 2,4% em relação ao mesmo período de 2020.

Já o VSO líquido atingiu em 14% no trimestre, queda de 7,2 pontos percentuais na base anual.

A MRV informou ainda que registrou recorde histórico de unidades produzidas em um trimestre: total de 10.930 unidades, elevação 12,2% frente ao 3T20.

Helbor (HBOR3)

As vendas brutas da HELBOR (HBOR3) no 3TRI21 atingiram R$ 421 milhões, aumento de 8,9% em relação ao trimestre anterior. A Parte Helbor totalizou R$ 268 milhões.

A velocidade de vendas medida pelo VSO foi de 14,4%. Já o VSO Parte Helbor atingiu 14,1%.

No trimestre a construtora entregou 2 empreendimentos que totalizaram R$ 299 milhões de VGV total.

No acumulado do ano, a Helbor entregou 8 novos empreendimentos, que somaram R$ 1,01 bilhão de VGV total.

Mitre Realty (MTRE3)

A Mitre Realty (MTRE3) registrou no terceiro trimestre venda líquida de R$ 147,2 milhões, retração de 42,5% na comparação anual..

O VSO no mesmo período foi de 20,3%, ante 50,3% no 3T20. De acordo com a empresa, a diminuição de 9,2% no VSO em relação ao trimestre anterior é decorrente da maior base de estoque disponível para venda, que impacta negativamente o índice.

Ao final do trimestre, a Mitre detinha 938 unidades em estoque, totalizando R$ 603,3 milhões em VGV.

Patrimar

Foram comercializadas no terceiro trimestre um total de R$ 125,6 milhões em vendas líquidas da Patrimar, representadas por 290 unidades habitacionais. O total de vendas contratadas é 48,2% no mesmo período de 2020.

A velocidade de vendas líquidas da companhia para o trimestre foi de 11,7%, 5,3 p.p. abaixo do trimestre imediatamente anterior e 13,5 p.p abaixo do mesmo período de 2020.

A Patrimar informou que o total de estoque no 3TRI21 acumulou R$ 928 milhões ante R$ 681 milhões no 3TRI20.

Dotz (DOTZ3)

A Dotz (DOTZ3) anunciou ontem (18) que já está disponível em sua plataforma o resgate dos pontos em Bitcoin (BTC).

A Dotz, que realizou sua oferta de ações (IPO) em maio deste ano e que já tinha fechado uma colaboração com o Ant Group, braço financeiro do gigante Alibaba, agora fez uma parceria com a corretora de criptomoedas (exchange) Foxbit, uma das maiores do Brasil.

Com isso, os clientes da empresa poderão usar os pontos para adquirir bitcoins usando o catálogo do programa de recompensas, ao selecionarem a opção, eles receberão uma espécie de “voucher” para ser usado na Foxbit. Para isso, o endereço de e-mail utilizado no cadastro da conta deverá ser o mesmo no site da Dotz e da corretora de criptomoedas.

Cesp (CESP6)

O grupo Votorantim e o CPP Investiments, braço de investimentos do fundo de pensão canadense CCPIB, estão constituindo uma nova companhia energética no Brasil. Com valor de mercado de R$ 17 bilhões, a elétrica terá suas ações listadas no Novo Mercado da B3.

As companhias vão reunir as operações que têm debaixo de uma holding controlada meio a meio e outros ativos nessa nova empresa.

A CCP vai injetar R$ 1,5 bilhão no negócio, enquanto a Votorantim Energia (VE) incorpora a Votener (sua comercializadora de energia, a segunda do país) e seus ativos dentro da joint venture que os sócios têm desde 2018, a VTRM. Embaixo dessa holding estão a Cesp, adquirida em 2018, e quatro parques eólicos.

Após isso, será realizada a reorganização societária da Cesp, com a incorporação de todas as suas ações pela VTRM. A operação foi apresentada ontem (18) ao conselho de administração da geradora para obter o aval dos acionistas.

JBS (JBSS3)

A JBS (JBSS3) anunciou 7ª emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, no montante de até R$ 1,2 bilhão.
Os recursos líquidos serão direcionados para aquisição de bovinos de produtores rurais. (InfoMoney)

Comunità Italiana

A revista ComunitàItaliana é a mídia nascida em março de 1994 como ligação entre Itália e Brasil.

Leia também outras matérias da nossa revista.



Comentários
Array
(
    [0] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 1781
            [name] => Bolsa de valores
            [slug] => bolsa-de-valores
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 1781
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 230
            [filter] => raw
        )

    [1] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 7936
            [name] => Bolsas Mundiais
            [slug] => bolsas-mundiais
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 7936
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 214
            [filter] => raw
        )

    [2] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 9517
            [name] => Mercado Financeiro
            [slug] => mercado-financeiro
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 9517
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 54
            [filter] => raw
        )

)

ENQUETE

Estamos na Semana da Cozinha Italiana no Mundo. Você escolhe marcas italianas quando vai ao mercado para o preparo das refeições?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

NOSSO E-BOOK GRÁTIS

SIGA NAS REDES

HORA E CLIMA EM ROMA

  • 06h48
fique por dentro

Não perca
nenhuma
notícia.

Cadastra-se na nossa ferramenta e receba diretamente no seu WhatsApp as últimas notícias da comunidade.