BIANUAL

BIANUAL

A partir de
Por R$ 299,00

ASSINAR
ANUAL

ANUAL

A partir de
Por R$ 178,00

ASSINAR
ANUAL ONLINE

ANUAL ONLINE

A partir de
Por R$ 99,00

ASSINAR


Mosaico Italiano é o melhor caderno de literatura italiana, realizado com a participação dos maiores nomes da linguística italiana e a colaboração de universidades brasileiras e italianas.


DOWNLOAD MOSAICO

Baixe nosso aplicativo nas lojas oficiais:

Abram alas para a Itália

20 de fevereiro de 2019 - Por Comunità Italiana
Abram alas para a Itália

Roberta Sampaio, especial para Comunità

Marcado para o sábado, 2 de março, a partir das 22 horas, o prestigioso baile do hotel Copacabana Palace vai homenagear o país mediterrâneo mais adorado pelos brasileiros.

— Nosso esforço é sempre para surpreender, no conceito, no décor, na gastronomia, nas atrações. Queremos falar sobre a Itália da moda, da gastronomia, da dolce vita… Os habitués e os novos foliões podem aguardar muitas novidades e surpresas — anuncia a diretora-geral do hotel Andréa Natal.

A escolha do país mediterrâneo foi celebrada por outros representantes da rede Belmond, da qual faz parte o hotel.

— A riqueza cultural, gastronômica e natural da Itália conquista o coração de todo mundo. O tema deste ano nos deixou mais animados ainda porque a rede Belmond está presente em oito cidades italianas. O baile do Copacabana Palace é o grand opening do carnaval carioca — comemora Rodrigo Lovatti, diretor de brand e marketing na América do Sul, destacando a importância da colônia italiana no eixo Rio-São Paulo.

De acordo com dados do último censo do IBGE, realizado em 2010, São Paulo e Rio de Janeiro, respectivamente, são os estados da federação com o maior número de italianos. Soma-se a isso o fato de o Brasil ser o país com o maior número de descendentes italianos: aproximadamente 30 milhões, segundo dados da Fondazione Migrantes, o que corresponde a cerca de metade do total de pessoas que têm essa ascendência no mundo. Comparados a outros grupos de imigrantes, os italianos que vieram para cá tiveram maior facilidade de adaptação graças à proximidade da língua, da religião e dos costumes.

— Há muita afinidade entre o Brasil e a Itália. Tenho certeza de que será um baile inesquecível — afirma Andréa Natal.

A diretora do Copacabana Palace lembra que o país europeu está presente na rotina e na história do hotel.

O napolitano Nello Cassese é o atual chef do Cipriani, restaurante italiano ícone do Rio, situado no Copacabana Palace

— O Cipriani, que é um dos nossos três restaurantes, é de alta gastronomia italiana.

Foi batizado com esse nome, diz ela, em homenagem ao Hotel Cipriani, que fica em Veneza e é um dos oito que compõem a rede Belmond.

— O chef Nello Cassese, de Nápoles, faz aqui uma gastronomia muito arrojada e moderna.

Vale lembrar ainda que, no segundo semestre de 2018, foi inaugurada dentro do Copacabana Palace uma loja da Gucci, uma das grifes mais luxuosas do mundo, fundada em Florença em 1921.

Baile tem fama mundial e já recebeu estrelas do cinema italiano

Entre as personalidades italianas que já marcaram presença no tradicional baile de Carnaval do hotel, estão as atrizes Elza Martinelli e Gina Lollobrigida. Ambas participaram do júri em 1964 e 1967, respetivamente. O evento mais glamouroso do Carnaval carioca, que fez sua estreia em fevereiro de 1924, ano seguinte à inauguração do Copacabana Palace, já recebeu muitas outras celebridades internacionais, tais como Orson Welles, Ginger Rogers, Lana Turner, Ann Miller, Zsa Zsa Gabor, Kim Novak, Mary Pickford, Joan Fontaine, Rhonda Fleming, Walter Pidgeon, Kirk Douglas e Rita Hayworth, entre outros nomes hollywoodianos.

Em anos mais recentes, o Copacabana Palace havia adotado como temas do seu famoso baile Japão, Grécia, China, Espanha, e também África, além de tradições ciganas, entre outras inspirações. Desta vez, os sabores, os ícones culturais, as belas paisagens e a rica história da Itália vão despontar nos salões do hotel quase centenário, que completará 96 anos em agosto.

— O tema é muito convidativo. A Itália é um país fascinante pela moda, gastronomia, cultura, cinema e, principalmente, pelo turismo — resume Andréa Natal.

O tema atual despertou alegria e inspiração no cenógrafo, carnavalesco, figurinista e artista plástico Mario Borriello, que, pelo quarto ano consecutivo, vai assinar a cenografia da festa.

— Estou muito entusiasmado e posso dizer que várias surpresas nos aguardam.

Com vasta experiência profissional, ele já fez a direção de arte de novelas, shows e programas infantis da Rede Globo, além de ser um nome respeitado no meio carnavalesco por ter desenvolvido o enredo de diferentes escolas de samba e por já ter sido o responsável pela decoração das ruas do Rio de Janeiro durante o Carnaval. Em 1993, conquistou o prêmio Estandarte de Ouro para o Salgueiro com o enredo Peguei um Ita no Norte, que ficou popularmente conhecido como “Explode Coração”.

— Tenho uma vida dedicada à cenografia, ao figurino, à estética de um modo geral. Com relação ao carnaval, posso dizer que é um grande desafio projetar um desfile de escola de samba. Mas fazer o baile do Copa, um trabalho que exige tantos detalhes, tanto carinho, é algo de que realmente eu me orgulho e que me dá grande prazer — declara, entusiasmado.


Cenógrafo, carnavalesco, figurinista e artista plástico Mario Borriell

O cenógrafo promete explorar toda a abrangência da Itália na decoração do baile carnavalesco deste ano.

— São tantas cores, variedades, emoções. A festa, de um modo geral, está no sangue de nós, italianos, que gostamos de comemorar sempre com muita alegria.

Uma feliz coincidência é a sua dupla cidadania. Filho de italianos da região de Coral — mais precisamente de Torre Del Greco, em Nápoles —, Mario Borriello ama a Itália e costuma visitá-la quase todas as vezes que vai à Europa.

— É impossível chegar lá e não ir à Itália. É como se ficasse me faltando um pedacinho.

Ele gosta de todas as regiões do país, mas se declara apaixonado pela Toscana, além de adorar a capital.

— Para o dia a dia, gosto mesmo de Roma, de andar pela Via Condotti (onde estão concentradas as grifes de luxo), desfrutando de todas as informações visuais de lá.

Cenógrafo do baile foi buscar inspiração em Milão, Florença, Veneza, Nápoles e Roma

Mario Borriello conta que, logo que soube do tema do baile deste ano, foi impulsionado a viajar para a Itália. No fim do ano passado, visitou Milão, Florença, Veneza, Roma e Nápoles.

— Aproveitei para ir à minha cidade, Torre Del Greco. Sou napolitano com muito orgulho.

Passeou também pelo Piemonte e pela Costa Amalfitana, e voltou cheio de inspiração.

— Não ia a Milão havia muitos anos e foi uma grata surpresa, por ter visto toda a sua evolução arquitetônica e também a força da moda. Sem nenhuma dúvida, posso dizer que Milão é hoje a Broadway da moda e isso foi muito inspirador para mim.

Borriello revela que vai dedicar parte do seu trabalho ao cinema italiano, do qual cultua inúmeros ídolos: muitos serão retratados na cenografia. Com receio de esquecer algum nome, ele cita as atrizes Silvana Mangano, Monica Vitti, Gina Lollobrigida, o ator cômico Totó, os cineastas Franco Zeffirelli, Bernardo Bertolucci, Alberto Sordi, Pier Paolo Pasolini, Vittorio Gassman e, em um lugar de destaque, Federico Fellini, o diretor de La Dolce Vita, Le Notti di Cabiria, Amarcord, entre tantos outros clássicos do cinema.

— Sem faltar o respeito com todos os demais, confesso que sempre admirei Fellini, desde jovem acompanhava sua obra.

Sobre o imaginário que as pessoas cultivam da Itália, Borriello destaca uma personagem “inesquecível e muito amável”, que é uma marca singular do país: a figura da mamma italiana, forte, protetora, enérgica e carregada de amor.

— Ela está no coração de todos os brasileiros e dos italianos também — acredita ele.

Esse símbolo máximo da Itália estará representado no baile. Borriello adianta que, em uma trattoria napolitana, haverá um ator caracterizando a mamma.

Devido ao seu trabalho intenso nessa época do ano, Borriello nunca conseguiu passar um Carnaval na Itália, o que lamenta muito.

— É uma festa que tem estética própria, diferente e belíssima, sem dúvida.

No Rio, ele é muito requisitado para produzir diversas decorações carnavalescas, e diz que o ponto em comum entre as suas criações, voltadas para diferentes públicos da festa, é a paixão que motiva o seu trabalho.

— Não existe diferença entre criar o carnaval de rua, o enredo de uma escola de samba ou um baile. Logicamente que cada caminho exige uma discussão técnica e estética. Mas o que une todos esses trabalhos e o que me impulsiona a criar é a paixão.

Esse combustível ele tem de sobra.

— Tudo o que faço é com muita paixão — resume.

O baile do Copacabana Palace tem um significado especial para Mario Borriello, nascido no Rio de Janeiro e há décadas imerso no carnaval carioca, sobretudo profissionalmente.

— Esse baile tornou-se o símbolo do nosso Carnaval. É o mais lindo do Brasil e, talvez, do mundo. Representa a preservação da elegância do carioca e de uma cidade que sabe receber seus turistas.

Ele resume o evento em três palavras: elegância, charme e glamour. — Carnaval é glamour. Não existe Carnaval sem glamour — sentencia. 

Troca de coroa

Como manda a tradição do baile, o título de rainha do Carnaval do Copacabana Palace tem nova herdeira a cada ano. A escolhida para representar a Itália em 2019 é a atriz Deborah Secco, que, não por acaso, tem ascendência italiana e um forte vínculo afetivo com o país europeu. Bisneta de italiano, ela está, inclusive, tentando obter sua cidadania. Deborah ficou muito feliz com o convite para estrelar na festa carnavalesca, à moda do país mediterrâneo que tanto admira.

ComunitàItaliana O que acha de ser a rainha do baile este ano?

Deborah Secco — Fiquei muito lisonjeada. Ser rainha é sempre um prestígio, ainda mais com o tema Itália e no Copacabana Palace. Realmente é muito especial.

CI Qual a sua relação com a Itália?

DS — Sempre foi um lugar que eu sonhava conhecer. Na primeira vez que fui para a Europa, o destino escolhido foi a Itália. E repeti essa viagem algumas vezes. A moda, o clima, o romantismo, a arquitetura… Tudo me encanta lá. Por isso é um dos meus destinos prediletos.

CI Quais as cidades que mais lhe encantam lá?

DS — São muitas, mas se tiver que escolher uma, acho que fico com Veneza.

CI Tem alguma personalidade italiana que você admira?

DS — Algumas… Para escolher só uma, cito Sophia Loren.

CI A sua família mantém alguma tradição da Itália?

DS — Temos a mania de nos encontrarmos uma vez por semana, com aquela mesa farta e muita alegria.

CI Itália combina com Carnaval?

DS — Carnaval é uma festa que não tem gênero, classe social… É uma festa para todos e de todos. Então, combina e será belíssimo!

O baile em números

-Espaço do evento:dois mil metros quadrados

-Equipe com 250 profissionais

-50 pessoas entre dançarinos, atores e integrantes do cenário

-70 músicos e cantores

-1.800 convidadosB

SERVIÇO

Ingresso: R$ 2.100,00 (regular) ou R$ 5.786,00 (camarote).

Italianos ou pessoas com passaporte italiano ou que levarem uma edição da Revista ComunitàItaliana têm 10% de desconto no ingresso avulso. Valor com desconto: R$ 1.890,00.

A compra deve ser feita diretamente no hotel.
Mais informações com Malu Sarmento através do telefone (21) 2545-8788.

Comunità Italiana

A revista ComunitàItaliana é a mídia nascida em março de 1994 como ligação entre Itália e Brasil.

Array
(
    [0] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 1557
            [name] => Carnaval
            [slug] => carnaval
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 1557
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 5
            [filter] => raw
        )

    [1] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 5080
            [name] => Copacabana Palace
            [slug] => copacabana-palace
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 5080
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 1
            [filter] => raw
        )

    [2] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 5041
            [name] => Edição 247
            [slug] => edicao-247
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 5041
            [taxonomy] => post_tag
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 35
            [filter] => raw
        )

)

ENQUETE

Futebol italiano se mobiliza contra racismo. Você acha que gritos preconceituosos devem ser punidos em estádios?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

NOSSO E-BOOK GRÁTIS

SIGA NAS REDES

HORA E CLIMA EM ROMA

  • 12h49
fique por dentro

Não perca
nenhuma
notícia.

Cadastra-se na nossa ferramenta e receba diretamente no seu WhatsApp as últimas notícias da comunidade.