Exportações italianas crescerão 4,3% nos próximos três anos, aponta estudo da Sace Simest; Brasil mostra-se atraente para investidores, indica relatório O made in Italy mantém seu fascínio. Na Itália, esse prestígio está lutando para subir, mas na exportação ele resiste e é o que mantém a economia do país em

Este conteúdo é restrito a membros assinantes do site. Se você é um usuário cadastrado, por favor faça login.

Quer fazer sua assinatura Comunità Italiana e ter acesso a todo conteúdo do site?

Então clique aqui e faça seu registro.

Login de Usuários