Início » 25 de abril: Itália celebra 78 anos da libertação do nazifascismo

25 de abril: Itália celebra 78 anos da libertação do nazifascismo

25 de abril de 2023 - Por Comunità Italiana

Desde 1945, com o fim da Segunda Guerra Mundial e a vitória dos Aliados, a Itália comemora, em 25 de abril, o Giorno della Liberazione, ou Festa della Liberazione, com um feriado nacional. A data marca um dia fundamental na história da República Italiana, além de apresentar um particular significado político e militar: a saída das tropas nazifascistas do território italiano.

Em 1º de maio de 1945, todo o norte da Itália havia sido libertado: Bolonha (21 de abril), Gênova (23 de abril) e Veneza (28 de abril). A Libertação pôs assim fim a vinte anos de ditadura fascista e cinco anos de guerra.

O dia em que se celebra a Festa della Liberazione foi escolhido convencionalmente, pois marcou a liberação das cidades de Milão e Torino, ao norte da Itália, e foi estabelecido definitivamente como o dia da comemoração apenas no ano de 1949, através de uma lei.

25 de abril é também conhecido como o aniversário da Resistência, festa também dedicada ao valor dos Partisans (partigiani) de todas as frentes que, a partir a partir de 1943, contribuíram para a libertação da Itália.

Os pracinhas

Em 1942, o Brasil entrou na Segunda Guerra Mundial ao declarar guerra à Alemanha nazista e a Itália fascista, após ataques de submarinos alemães na costa brasileira, que derrubaram navios e mataram centenas de pessoas, incluindo crianças. Em 1943, foi criada a Força Expedicionária Brasileira, a FEB e, em 1944, os militares brasileiros, conhecidos como pracinhas, chegaram à Itália, local onde foram designados ao combate, para lutarem junto com as forças armadas dos Estados Unidos.

Após a chegada, em 16 de julho de 1994, a FEB foi incorporada ao Exército dos Estados Unidos, sendo subordinada ao comando dos EUA durante o conflito. No total, o Brasil enviou cerca de 25 mil soldados da FEB, além de 42 pilotos de 400 profissionais da FAB, a Força Aérea Brasileira, também recém-criada.

Naqueles dias, a Itália já estava vencendo a luta contra o Fascismo. Os Aliados, com batalhões dos EUA, Canadá e Reino Unido, avançavam do sul ao norte, libertando as cidades, com apoio da Resistência Italiana. Os soldados brasileiros supriram a falta de várias companhias aliadas, que foram movidas da Itália para a França, para a Operação Dragão, que foi a invasão aliada pelo sul do país.

Já em solo italiano, os brasileiros participaram de combates importantes. Assim, tomaram, em setembro de 1944, Massarosa, Camaiore e Monte Prano. E, em 1945, também participaram de forma importante na conquista de locais essenciais para a campanha Aliada, como Monte Castelo, Castelnuovo e Montese.

Os brasileiros, não acostumados com o frio intenso dos montes Apeninos, e também não acostumados com a guerra tiveram dificuldades. Apesar disso, participaram da rendição da 148ª DI, quando os soldados brasileiros renderam mais de quase 20 mil soldados inimigos, ficando também com cavalos, carros e munição.

Até hoje, os italianos, especialmente nos locais onde ocorreram os conflitos com participação brasileira, celebram a FEB e seus soldados, em eventos e homenagens. Montese, por exemplo, mantém uma sala em seu museu para os, com informações sobre os eventos ali ocorridos. Em Pistoia, local onde os soldados brasileiros mortos foram enterrados, acontece todos os anos, em novembro, uma homenagem cívico-militar a todos os pracinhas brasileiros.

Comemoração em São Paulo

Neste dia 25 de abril, o Comites São Paulo e o Circolo Italiano San Paolo organizam um evento pela Festa della Liberazione: às 19hs, no salão nobre do Circolo Italiano San Paolo, com entrada Franca, celebra-se a queda da ditadura fascista e o fim da ocupação nazista. Com o depoimento da historiadora da arte e sobrevivente do campo Ferramonti, Ruth Tarasantchi, o evento conta ainda com uma confraternização.

Não deixe de conferir a matéria Nada mais cruel e nonsense que a guerra escrita pelo historiador ítalo-brasileiro José Carlos Meira Mattos e publicada na edição especial 200+ da revista Comunità Italiana:

Comunità Italiana

A revista ComunitàItaliana é a mídia nascida em março de 1994 como ligação entre Itália e Brasil.

Leia também outras matérias da nossa revista.



Comentários

ENQUETE

Loading poll ...

NOSSO E-BOOK GRÁTIS

SIGA NAS REDES

HORA E CLIMA EM ROMA

  • Sun Cloud
  • 03h03
fique por dentro

Não perca
nenhuma
notícia.

Cadastra-se na nossa ferramenta e receba diretamente no seu WhatsApp as últimas notícias da comunidade.