O grupo de extrema direita CasaPound fez um protesto contra a visita do Papa a Bolonha, no norte da Itália

A visita  que irá acontecer neste domingo (01) será em apoio a “imigração sem limites”.

Membros do CasaPound penduraram nesta madrugada em um viaduto uma faixa que dizia: “O jus soli é o espírito cristão? Bergoglio, aprove-o no Vaticano!”.

O protesto é uma resposta a uma mensagem do Papa Francisco sobre direito à nacionalidade de filhos de estrangeiros nascidos fora da Itália, de acordo com a Ansa.

O líder da Igreja Católica fez essa declaração em meio aos debates sobre as possíveis mudanças nas regras  de cidadania italiana.

Hoje os estrangeiros podem conseguir a cidadania com o “jus sanguinis” (“direito de sangue”), a mudança proposta quer introduzir o “jus soli” (“direito ligado ao território”) na legislação.

O projeto vem enfrentando  forte oposição da extrema direita, porque as novas regras beneficiariam que os filhos dos imigrantes, que chegaram nos últimos anos na Itália, conseguissem a cidadania.

 

“O motivo de nosso desacordo é a linha do Papa Bergoglio que encoraja a imigração sem limites e apoia a aprovação do jus soli, à qual CasaPound é firmemente contrária. Além disso, o Papa Bergoglio é líder espiritual e soberano absoluto do Estado do Vaticano. É inaceitável que ele intervenha na política de outro Estado”, diz um texto publicado pelo movimento no Facebook.

“É natural se perguntar por que ele não acolhe solicitantes de refúgio e presenteia estrangeiros com a cidadania vaticana, algo que certamente teria a faculdade de fazer”, acrescenta a postagem.