O projeto surgiu na intenção de ajudar, principalmente jovens e idosos, que sofrem com o turismo em massa

Segundo a Ansa, a cidade de Veneza, na Itália, trabalha com a possibilidade de oferecer gratuitamente passeios de gôndolas.

A iniciativa surgiu através da associação de gondoleiros de Veneza que conseguiram arrecadar dinheiro através de artigos turísticos.

A associação Ente Gôndola que é liderada por Aldo Reato criou um funco de financiamento e construiu uma gôndola.

De acordo, a embarcação será utilizada por moradores, principalmente jovens e idosos, para cruzar o Grande Canal.

O objetivo da associação é continuar alimentando este fundo até conseguir financiarem o número necessários de gôndolas para ficarem à disposição dos moradores.

“É um sinal de que Veneza está viva, que segue adiante com suas tradições”, comentou Reato.

Ainda segundo o líder do Ente Gôndola, é necessário que os moradores ganhem essa possibilidade, diante do crescimento do turismo.

“É um sonho se tornado realidade. É uma demonstração de que, sabemos como passar das palavras aos fatos, graças às vendas de roupas e artigos com nosso logotipo de gondoleiros”, afirmou.

A cidade italiana reforçou e criou novas medidas contra a degradação da parte dos turistas nos últimos anos.

Conhecida e procurada por seus inúmeros eventos e festivais, Veneza está cada vez com menos moradores e mais turistas.