A célebre atriz britânica Vanessa Redgrave, conhecida também por suas convicções políticas de esquerda, será premiada em Veneza com o Leão de Ouro por sua trajetória na 75ª edição do Festival de Cinema, informaram na noite dessa última terça-feira (24) os organizadores do evento

Considerada uma das atrizes mais talentosas de sua geração, Redgrave, de 81 anos, trabalhou em teatro, cinema e televisão e recebeu muitos e prestigiosos prêmios, entre eles o Oscar por seu papel coadjuvante em “Júlia”, de 1977.

“Unanimemente considerada uma das melhores intérpretes femininas do cinema moderno, Redgrave é uma atriz sensível e capaz de infinitos matizes, e é consequentemente a intérprete ideal de personagens complexos e com frequência controversos”, escreveu em uma nota o diretor do festival, o crítico italiano Alberto Barbera.

“Dotada de uma elegância natural e uma força inata de sedução, assim como de um talento extraordinário, pôde passar com desenvoltura do cinema de autor europeu às fastuosas produções de Hollywood, dos palcos teatrais às produções televisivas, com resultados absolutamente excelentes em todos os campos”, acrescentou.

O diretor do Festival de Veneza, que será realizado de 29 de agosto a 8 de setembro, premiará também com o Leão de Ouro por sua trajetória o diretor de cinema canadense David Cronenberg.

“Estou surpresa e extraordinariamente feliz de saber que me premiarão com o Leão de Ouro. No verão passado estava gravando em Veneza “The Aspern Papers” e há muitos anos também “La vacanza” (1972) nos pântanos da região do Vêneto, onde minha personagem falava apenas dialeto veneziano”, comentou Redgrave, após ser informada do prêmio.

(AFP)