Candidato a premier da Itália enfrenta sua primeira polêmica

(ANSA)

O jurista Giuseppe Conte ainda nem é, oficialmente, o primeiro-ministro da Itália, mas já se vê envolvido em uma polêmica. Com um vasto currículo profissional, Conte disse que estudou na New York University, nos Estados Unidos. Porém, o jornal “The New York Times” publicou hoje (22) que seu nome não consta nos arquivos da instituição acadêmica. “Uma pessoa com esse nome não está em nenhum dos nossos arquivos, nem como estudante, nem como membro de faculdade”, disse ao jornal um porta voz da Universidade.

De acordo com a New York University, Conte, de 54 anos, pode ter participado de algum programa ou curso livre de um ou dois dias, tipo de modalidade educacional da qual os estudantes não são inscritos nos registros acadêmicos. Em seu currículo publicado no site da Associação de Advogados Civis italianos, Conte disse ter feito um “aperfeiçoamento” na Universidade de Nova York entre os anos 2008 e 2009.

A notícia foi publicada em um artigo na edição digital do jornal, comentando a indicação de Conte, pelos partidos Liga Norte e Movimento 5 Estrelas (M5S), para ser primeiro-ministro da Itália. Seu nome foi apresentado pelas duas legendas vencedoras das eleições legislativas de março ao presidente italiano, Sergio Mattarella, que agora analisa se aceitará ou não a indicação.