A Comissão Europeia espera de Jair Bolsonaro, presidente eleito de extrema direita, trabalhe para “consolidar a democracia” no Brasil, declarou nesta segunda-feira (29) uma porta-voz da instituição.

“Nós esperando de todo futuro presidente (que ele) trabalhe para consolidar a democracia, para o bem do povo brasileiro”, afirmou Natasha Bertaud, em reação à vitória, no domingo, de Bolsonaro com mais de 55% dos votos.