Um brasileiro tripulante do navio Sovereign, da empresa de cruzeiros espanhola Pullmantur, desapareceu durante uma parada em Civitavecchia, cidade litorânea situada nos arredores de Roma, capital da Itália

Cícero de Andrade, 27 anos, é de Santos (SP), atuava como bartender na embarcação e entrou em contato com a família pela última vez em 20 de junho. No dia 25, surgiu uma mensagem escrita em italiano em seu perfil no Facebook que diz: “Encontrei esse celular na rua há alguns dias, mas não posso voltar”.

A postagem indica que Andrade pode ter perdido seu celular. “Segundo a empresa, ele deixou um bilhete falando que não retornaria. Mas não vimos o bilhete, e ele não avisou nada para a família”, conta, em entrevista à agência de notícias italiana, Glauber Andrade, irmão do tripulante.

“Ele supostamente fugiu sem qualquer documento. O celular foi perdido ou roubado, não sabemos”, acrescenta. De acordo com Glauber, seu irmão, que havia embarcado em fevereiro, nunca deu indícios de que poderia fugir.

Procurada pela ANSA, a Pullmantur ainda não se pronunciou sobre o caso, que ocorre exato um ano depois do desaparecimento da brasileira Simone Scheuer Sousa, tripulante de um navio da MSC. Seu corpo só foi encontrado um mês depois, a leste de Veneza, e identificado em setembro. Ainda não se sabe a causa de sua morte.

(Agência ANSA)