A agência de classificação de risco S&P Global elevou o rating de longo prazo da Itália de BBB- para BBB, com perspectiva estável.

Em comunicado divulgado nesta sexta-feira, a S&P comenta que o aumento do investimento e do emprego no setor privado está impulsionando a recuperação econômica italiana, com a agência esperando um crescimento real do Produto Interno Bruto (PIB) neste ano de 1,4% e, entre 2018 e 2019, um crescimento médio de 1,3%.

“Esperamos que o governo alcance a meta de déficit orçamentário deste ano, de 2,1% do PIB”, afirma a S&P, ponderando que o resultado estabelecerá a relação dívida-PIB mais alta da história da Itália.

Na opinião da agência, a resolução das crises relacionadas ao Monte dei Paschi di Siena e de dois bancos da região do Vêneto apoiam as melhores perspectivas da economia italiana.

A perspectiva estável, por sua vez, “equilibra o potencial para um crescimento econômico mais robusto e novas melhorias no mecanismo de transmissão monetária nos próximos dois anos contra incertezas políticas persistentes”.

Além disso, “poderíamos considerar uma elevação da nota caso o governo continue a implementar reformas estruturais que impulsionem as perspectivas de crescimento econômico”. (Exame)