Em vista do plebiscito pela independência da Catalunha, secessionistas da província autônoma de Alto Ádige, na Itália, penduraram uma grande bandeira da região espanhola nas ruínas do Castelo Maultasch, em Terlano.

A homenagem pode ser vista à distância a partir do vale do rio Ádige, entre a capital Bolzano e Merano, outra importante cidade altoatesina.O separatistas dessa província do extremo-norte da Itália acompanham “com interesse” o plebiscito catalão, já que ele poderia representar um caminho para a idependência do Alto Ádige.

Essa zona do país da bota abriga movimentos secessionistas que pregam sua anexação pela vizinha áustria ou a criação de um Estado independente – a província fala majoritariamente alemão, mas o italiano predomina em algumas cidades, como Bolzano.(ANSA)