O ministro Matteo Salvini culpou “anarquistas” pelo ato

Um escritório do partido ultranacionalista Liga foi alvo de uma carta-bomba na região de Trentino-Alto Ádige, extremo-norte da Itália, momentos antes da visita do ministro Matteo Salvini.

A ação aconteceu na cidade de Ala, na província de Trento. A explosão estilhaçou os vidros da entrada do escritório, que também foi pichado com a frase “Ancora fischia il vento” (“O vento ainda sopra”), em referência à uma canção antifascista italiana.