Em resposta para a demanda cada vez mais crescente dto turismo na Sardenha, a região italiana requalificará e dará uso turístico, ecológico e sustentável, para os pequenos e grandes bunkers, patrimônios da Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

Com o objetivo de aumentar a oferta em destinos, acomodações e atividades fora do comum, a Sardenha criou o projeto B&Bunker. Inspirado no famoso Bed&Breakfast, o B&Bunk volta-se mais para o turismo, como o Bar&Bunker, Bike&Bunker e Beauty&Bunker.

As funções dos bunkers, cerca de 500 em toda a região, serão escolhidas e ministradas pela administração local da ilha através de concursos públicos. O projeto pode chegar a ter um financiado regional de 5 milhões de euros em dois anos, com um máximo de 50 mil euros para a requalificação de cada um dos bens.

Em entrevista, o conselheiro regional Michele Cossa disse que “é possível unir um dos dois aspectos: a redescoberta de um patrimônio um pouco desconhecido com uma forte aposta turística”

Sobre os bunkers

Contando com uma pequena torre de observação com buracos para o apoio de armas de fogo, a maioria desses bunkers localizam-se quase sempre próximos a uma pequena construção onde as munições e armamentos eram armazenadas.

Muitos bunkers têm até trincheiras ao seu redor, que serviam como proteção extra. “Eles têm um potencial enorme. Se forem recuperados, esses bunkers podem responder à redução da desocupação juvenil, ao aumento do empreendedorismo e ao incremento do patrimônio cultural”, concluiu o conselheiro.