Casos de Chikungunya preocupa o governo e entidade de saúde faz alerta

Quatro casos de Chikungunya foram registrados, pela Agência Sanitária Local (ASL) de Roma, nesta segunda (11).

A doença, transmitida por mosquitos, gerou um alerta na ASL, que enviou um pedido às as autoridades para que algo venha ser feito para desinfetar os bairros da capital, segundo a Ansa.

“Além dos três casos de Chikungunya em Anzio, outros quatro foram registrados no território da ASL Roma 2 [zona sul da cidade] e já foram notificados ao sistema de observação. A ASL, de sua parte, já indicou por duas vezes que a Prefeitura de Roma proceda com um plano extraordinário de desinfestação”, informou em nota.

De acordo com a Ansa, a entidade marcou para hoje (12) uma reunião emergencial sobre o assunto.

A possibilidade de suspender a doação de sangue está sendo avaliada, assim como ocorreu em Anzio. Se aceita a duração poderá ser de até 28 dias.