O Porta voz do Funda das Nações Unidas para a Infância (Unicef) na Itália deu esta declaração para atacar o desalojamento de imigrantes

Nesta segunda-feira (21), através de uma declaração, o Porta-voz da Unicef na Itália, Andrea Iacomini, protestou contra o desalojamento de imigrantes que está sendo realizado em Roma. Durante sua fala ele afirmou que a capital italiana não poderia ” “ser como o Rio de Janeiro”.

No sábado (19) autoridades perto da estação de Termini realizaram uma operação de reintegração de posse em um prédio que estava ocupado por aproximadamente 400 refugiados e solicitantes de refúgio, em sua maioria eles estão em situação regular no país.

Em sua grande maioria, era eriteus, somalis e etíopes que agora estão em situação de rua. “É inaceitável que a solução seja separar mães e filhos de seus pais. Assim como é inaceitável deixar crianças na rua”, disse Iacomini. “Roma não pode ser como o Rio de Janeiro”, acrescentou, sem dar mais explicações sobre a comparação.

De acordo com o porta-voz da Unicef, Roma pode se tornar “a cidade dos desalojamentos sem projetos de acolhimento e de proteção para crianças e mulheres”. “Como Unicef Itália, pedimos que seja proposto um projeto real de assistência”, declarou.

Desde 2013 que este edifício era ocupado por imigrantes, avaliado em cerca de 80 milhões de euros ele pertence ao fundo imobiliário Omega, da gestora de recursos Idea Fimit. (ANSA)