Data celebra 73 anos do Aniversário da Libertação do país

A prefeitura de Roma, a Associação Nacional dos Partigiani Italianos (Anpi) e a Comunidade Judaica organizaram uma passeata contra o fascismo para o próximo dia 25 de abril.

— Nos últimos anos, em 25 de abril, Roma foi caracterizada por controvérsias e manifestações separadas. O objetivo hoje é uma grande demonstração antifascista, em grande parte unificada e inclusiva — explicaram a prefeita Virginia Raggi, o presidente da Anpi, Fabrizio de Sanctis, e a presidente da Comunidade Judaica de Roma, Ruth Dureghello.

De acordo com os líderes, a marcha tem o objetivo de “recordar um senso de responsabilidade e superar as divisões que caracterizaram as celebrações da Libertação nos últimos anos”.

O ato acontecerá no mesmo dia em que os italianos celebrarão os 73 anos do Aniversário da Libertação, quando o país foi libertado do regime nazifascista. Além disso, neste ano, o evento coincide com o 70º aniversário da entrada em vigor da Constituição e do 80º aniversário da promulgação das leis raciais.

(com informações da Ansa)