Treinador terá a missão de recuperar a Azzurra

A Federação Italiana anunciou, nesta segunda-feira (14), que Roberto Mancini é o novo treinador da seleção italiana. Mancini passou por clubes como Lazio, Fiorentina, Inter de Milão, Manchester City e estava no Zenit, da Rússia. O novo técnico da Azzurra tem 53 anos e assinou contrato por dois anos para comandar a Itália até o final da Eurocopa de 2020.

A apresentação oficial de Mancini será nesta terça-feira (15). A Itália estava sem técnico desde a saída de Gian Piero Ventura, após a eliminação para a Suécia na repescagem da Copa do Mundo, em novembro do ano passado. A Azzurra fez dois amistosos em março, contra Argentina e Inglaterra, e foi comandada pelo interino Luigi Di Biaggio.

O favorito da Federação Italiana para assumir o cargo era Carlo Ancelotti. No entanto, o ex-treinador de Real Madrid, Milan e Bayern de Munique recusou o convite, mesmo livre no mercado desde sua saída do clube bávaro, no final do ano passado. Claudio Ranieri, atual técnico do Nantes, também era cogitado.

Mancini foi três vezes campeão italiano com a Inter, campeão inglês e da Copa da Inglaterra com o Manchester City, e campeão da Copa da Turquia pelo Galatasaray. Ele também ganhou quatro edições da Copa da Itália (duas pela Inter, uma pela Lazio e outra pela Fiorentina) e duas da Supercopa da Itália.

A estreia de Roberto Mancini no comando da Itália será ainda neste mês, no dia 28, em amistoso contra a Arábia Saudita, em Saint Gallen, na Suíça. A Azzurra também fará amistosos contra a França, no dia 1º de junho, em Nice, e a Holanda, no dia 4 de junho, na primeira vez do novo treinador diante de sua torcida, em Turim.

(com informações do GE)