Presidiários conseguiram escapar no dia 1° de outubro, a polícia italiana permanece atrás dos fugitivos

Dois presidiários aproveitaram a visita do Papa Francisco à cidade de Bolonha para fugirem.

A fuga aconteceu no dia 1° de outubro, segundo a Ansa, e os homens faziam parte de um grupo de 20 homens que participariam de uma missa e um almoço com o Papa.

De acordo com a Ansa, o local onde os presos iriam ficava a 30 km de Bolonha, na Basílica de San Petronio.

Durante o almoço foi percebida a ausência dos dois, que já têm históricos de evasão prisional.

Os dois presidiários cumpriam a pena em uma casa de reclusão com direito a trabalho, se encontrados, perderam os benefícios.