O futuro de Paulo Dybala deve ser longe da Juventus. Pelo menos, é o que garante Mauricio Zamparini, presidente do Palermo, clube em que o atacante ganhou expressão na Europa

O dirigente se mostrou triste pelo fato de Dybala ter começado no banco em alguns jogos da atual temporada e disse que, em janeiro, o jogador deverá ir para a Espanha.

– Cada vez em que ele fica fora dos onze (titulares), me dá vontade de chorar. Em janeiro, creio que ele irá à Espanha. Tem ofertas de Espanha e Inglaterra. A Juventus tem muitos grandes jogadores e, obviamente, é ruim quando um fenômeno como ele não está jogando – disse Zamparini.

Nas três partidas da Juve no Campeonato Italiano, Dybala só foi titular em uma delas – logo a de estreia, contra o Chievo. Depois, ficou no banco durante todo o confronto contra a Lazio e entrou nos minutos finais do jogo diante do Parma.

Durante a janela de transferências, o argentino chegou a ser especulado no Liverpool. Rumores de transferências para Barça ou Real também o acompanham há algum tempo.

Antes de chegar à Juve, Dybala ficou no Palermo entre 2012 e 2015. Mesmo em uma equipe de pouco destaque no cenário italiano, o atacante atraiu a atenção do time mais poderoso do país.

(GE)