A Itália está totalmente comprometida com o euro e qualquer declaração crítica sobre a moeda única é opinião individual que não tem nada a ver com as políticas do governo, afirmou nesta terça-feira (2) o primeiro-ministro, Giuseppe Conte.

Conte falou após um parlamentar eurocético do partido governista Liga ter afirmado mais cedo que a Itália se beneficiara de condições econômicas mais favoráveis se estivesse fora da zona do euro, afetando os mercados financeiros.

“O euro é nossa moeda e para nós é irrenunciável”, disse Conte no Facebook. Qualquer declaração sugerindo outra coisa deve ser vista como “opinião livre e arbitrária que não tem nada a ver com as políticas desse governo”, completou.

Conte também minimizou as tensões com a União Europeia sobre o orçamento italiano de grandes gastos. Ele disse que Roma está iniciando o diálogo com instituições da UE com “serenidade e respeito pelos papéis um do outro”, e que está confiante que o governo pode mostrar a eficácia de seus planos orçamentários.

(Reuters)