Ao todo 24 pessoas foram presas, entre elas o prefeito de Seregno, do partido Força Itália

Foi realizada uma grande operação ao combate a máfia nesta terça-feira (26), que prendeu o prefeito Edoardo Mazza, da cidade de Seregno.

A ação foi feita pelos policiais do Comando Provincial de Milão contra o grupo ‘Ndrangheta em Monza, Milão, Pavia, Como e Reggio Calábria, segundo a Ansa.

As 24 prisões porém, não foram um acaso e sim um planejamento, que já ocorre desde 2015, coordenada pela Procuradoria de Monza e pela Antimáfia de Milão.

De acordo com a Ansa, a investigação conjunta visa estudar o envolvimento e poder da máfia na política e na área empresarial da Lombardia.

O conselheiros regional e ex-vice presidente da região, Mario Mantovani, também está sendo investigado por corrupção, porém sem nenhum envolvimento com o grupo mafioso.

Há ainda três pedidos de prisão em ação, além dos 24 detidos, sendo três em prisão domiciliar.

Os presos estão sendo acusados de associação à máfia, extorsão, associação ao tráfico de drogas, corrupção, abuso de pode, favorecimento pessoal entre outros, segundo a Ansa.