A Juventus é o clube que mais atrai investimentos

(ANSA) – Os contratos de patrocínio firmados pelas equipes da Seria A, a primeira divisão do futebol italiano, para a temporada 2018-2019 somaram 125 milhões de euros (R$ 600 milhões), o que representa um crescimento de 16% com relação ao último ano. Os números são da pesquisa anual da agência de notícias italiana “Sporteconomy”, que avalia a situação financeira das equipes.

A Juventus foi o clube que mais atraiu investimentos, com 26,7 milhões de euros (R$ 128 milhões) da fabricante de carros Jeep e da empresa japonesa de vídeogames Cygames. O segundo lugar foi para o Sassuolo, patrocinado pela empresa de produtos químicos Mapei, que vai gastar 18 milhões de euros (R$ 86 milhões) para ter seu nome na camisa. Milan e Napoli ficaram empatados no terceiro lugar com 15 milhões de euros (R$ 72 milhões) cada. A equipe rossonera é patrocinada pela Fly Emirates, enquanto o Napoli conta com a fabricante de bebidas Lethe, a empresa do setor alimentício Garofalo e do café Kimbo como apoiadores.

Segundo a pesquisa, os seis primeiros colocados desta lista (Juventus, Sassuolo, Milan, Napoli, Roma e Inter de Milão) atraem 80% do total de investimentos, ou 99,3 milhões de euros (R$ 478 milhões).

Entre as novidades deste ano, destaca-se o retorno de investimentos no setor de alimentos (10 marcas) e o crescimento no número de empresas de apostas (de dois para três), com a entrada da Eurobet (Chievo Verona) e da MarathonBet (Lazio).