Uma história de superação. Assim podem ser resumidas as últimas três temporadas do Parma. Depois de decretar falência em 2015, o clube foi rebaixado para a quarta divisão nacional. Desde então, acumulou acessos consecutivos e carimbou hoje o retorno para a elite da Itália

A volta foi confirmada com a vitória sobre o Spezia, fora de casa, por 2 a 0, e o empate do Frosinone, diante do Foggia, em 2 a 2.

Os gols da vitória do Parma foram marcados por Fabio Ceravolo e Amato Ciciretti. Mas até os 42 minutos do segundo tempo, o time não estava se classificando de forma direta à primeira divisão, já que o Frosinone vencia seu jogo por 2 a 1. Foi só no fim da partida, que Roberto Floriano igualou o marcador para o Foggia e ajudou a equipe parmesã a finalizar sua arrancada meteórica rumo à elite.

Além do Parma, o Empoli também conseguiu a classificação direta à primeira divisão – foi o campeão da Serie B. Frosinone, Palermo, Venezia, Bari, Cittadella e Perugia vão disputar os playoffs para ver quem ficará com a terceira vaga. O Venezia decretou falência nesta temporada, mas conseguiu fazer uma boa campanha na segundona.

Na década de 90 e início dos anos 2000, o Parma brilhou em competições nacionais e internacionais. Conquistou dois títulos da Copa da Uefa, atual Liga Europa (1994/1995 e 1998/1999), uma Recopa Europeia (1993), uma Supercopa Europeia (1993), três Copas da Itália (1991/1992, 1998/1999 e 2001/2002) e uma Supercopa da Itália (1999). O goleiro Buffon, que está de saída da Juventus, e o zagueiro Fabio Cannavaro, eleito melhor jogador do mundo em 2006, foram alguns dos atletas que brilharam com a camisa da equipe parmesã. A trajetória de sucesso foi interrompida por uma crise financeira, que culminou na falência, decretada há três anos. (GE)