O papa Francisco criticou “a liberdade sem limites”, no sábado (11), diante de cerca de 70.000 jovens italianos que o receberam como uma estrela de rock no Circo Máximo de Roma

“Escolher, poder decidir por si próprio parece ser a expressão de maior liberdade. E de alguma forma, é. Mas a ideia de liberdade que respiramos hoje em dia é uma ideia de liberdade sem vínculos, sem limites e sempre com uma escapatória”, denunciou o papa, que respondia as perguntas de vários jovens.

Os jovens peregrinos de quase 200 dioceses italianas chegaram ao Circo Máximo após vários dias de marcha, para participar de uma vigília religiosa seguida por um show.

Aos jovens que são encorajados pelos pais a terminarem seus estudos deixando de lado suas relações amorosas, o papa aconselhou que se comprometam com o casamento só se encontrarem um “verdadeiro amor”, diferente “do entusiasmo amoroso disfarçado de amor”.

“O amor não tolera os meios-termos”, considerou.

A iniciativa do episcopado italiano se inscreve no âmbito de uma grande mobilização da Igreja católica, antes da celebração em outubro de um sínodo (assembleia mundial de bispos) dedicado aos jovens, três anos depois do último, sobre a família.

Além disso, a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) será realizada de 22 a 27 de janeiro de 2019 no Panamá, com a presença do papa Francisco.

(AFP)