A comunidade palestina em Roma convocou para a tarde desta terça-feira (15) uma manifestação na piazza Montecitorio, na capital da Itália, contra o massacre ocorrido na Faixa de Gaza ontem (14), no qual 60 pessoas morreram

O evento é organizado pela Comunidade Palestina em Roma e Lazio junto com a União Democrática árabe palestina (UDAP) e a Associação dos palestinos na Itália (API).

Segundo o grupo, o objetivo é invocar “todas as forças políticas italianas democráticas, sindicatos e sociedade civil para sair de seu silêncio, da indiferença e manifestar, juntos, contra o último massacre”.

“Israel e os Estados Unidos estão celebrando o 70º aniversário da Nakba palestina [ a catástrofe], mudando a embaixada dos EUA para Jerusalém, reconhecendo-a como capital do Estado de Israel, violando as resoluções da ONU e da legalidade internacional”, ressaltam os organizadores.

De acordo com a comunidade palestina, as forças militares israelenses estão realizando mais um massacre de mulheres, homens, idosos e crianças entre as milhares de pessoas que protestaram pacificamente para afirmar seu direito sagrado de retornar às suas casas e terras.

“O povo palestino está mais determinado do que nunca a continuar sua luta heroica e com extraordinária coragem para desafiar as barbaridades e a brutalidade criminosa do Exército sionista, para afirmar seu direito à vida e de viver em paz e segurança como todos os outros povos do mundo”, completaram.

Ontem (14), conflitos entre palestinos e o Exército de Israel deixaram 60 mortos e 2,4 mil feridos na Faixa de Gaza. O dia mais sangrento da região desde 2014 coincidiu com a inauguração da embaixada norte-americana em Jerusalém. (Agência ANSA)