Pelo menos 12 pessoas foram mortas por causa do mau tempo na ilha da Sicília, elevando o total de mortos com as tempestades que varreram a Itália para 29, informaram as autoridades no domingo (4)

As chuvas torrenciais que provocaram deslizamentos de terra e inundações levaram à morte de dez pessoas na região de Palermo, informou neste domingo um porta-voz da prefeitura da capital da Sicília.

“Ainda há algumas pessoas desaparecidas”, acrescentou.

Mais duas mortes ocorreram na região da cidade siciliana de Agrigento quando o carro em que viajavam foi atingido por um deslizamento de terra, disse outro funcionário.

A Agência de Proteção Civil da Itália informou que o número de mortes causadas pela onda de mau tempo chegou a 17, excluindo as mortes na Sicília.

Em um tuíte no domingo, o primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, disse que estava saindo para visitar a Sicília, acrescentando que ele também estava em contato constante com as autoridades sobre a dramática situação no norte do país.

Fortes chuvas e ventos fortes vêm golpeando a Itália por vários dias, arrancando milhões de árvores e isolando aldeias e estradas.

Alguns dos piores danos foram registrados nas regiões do norte de Trentino e Veneto.

No sábado, o governador de Veneto, Luca Zaia, disse que os danos causados ​​por tempestades na região somam pelo menos um bilhão de euros.

(Reuters)