Rodada de negociações foi convocada pelo presidente Sergio Mattarella

O presidente da Itália, Sergio Mattarella, convocou a segunda rodada de consultas para a formação de um novo governo para quinta (12) e sexta-feira (13).

No primeiro dia de negociações, o partido antissistema Movimento Cinco Estrelas (M5S) finalizará a rodada, informou uma fonte parlamentar.

— Nós estamos comprometidos em firmar um contrato de governo. Estamos prontos, mas eu entendo que há dinâmicas internas na coalizão de centro-direita e no Partido Democrático. Precisamos de tempo para ver a evolução dentro das outras forças — explicou o líder do partido Luigi Di Maio. — Devemos começar a trabalhar o mais depressa possível, sabendo que eu não quero que o primeiro-ministro não faça nada. Você vai para o governo com uma equipe que pode mudar as coisas — acrescentou.

Nesta próxima consulta, a centro-direita estará unida, com Matteo Salvini, Giorgia Meloni e Silvio Berlusconi. Este, inclusive, foi vetado pelo M5S em uma possível coligação para garantir maioria no Parlamento.

O presidente emérito da consulta, Giovanni Maria Flick, afirmo: — Neste momento, a campanha eleitoral acabou. Embora alguém não tenha notado. As consultas não são apenas um ritual —.

Com 35% dos assentos na Câmara e no Senado, o M5S planeja atrair apenas a Liga e seus 19%, já que não abre mão de colocar seu líder, Di Maio, no comando do governo.

(com informações da Ansa)