Graças ao gol salvador do argentino Di Maria nos últimos suspiros da partida, o Paris Saint-Germain foi buscar um empate em 2 a 2 com o Napoli, na quarta-feira (24) pela 3ª rodada da fase de grupos da Champions, um resultado que mantém o Grupo C embolado

Jogando em Paris, o PSG se viu atrás do placar duas vezes, após o time italiano ficar em vantagem com Lorenzo Insigne (29 minutos) e o belga Dries Mertens (77), mas foi buscar o valioso empate graças a um gol contra de Mario Rui (61) e o golaço de Di Maria (90+3).

Jogando em casa contra um adversário direto por uma das duas vagas do Grupo C nas oitavas de final, o empate não foi o resultado ideal para o PSG, mas ajudou o time de Neymar, Mbappé e companhia a se manterem vivos na disputa.

A liderança do grupo pertence agora ao Liverpool, que chegou aos 6 pontos graças à vitória por 4 a 0 sobre o Estrela Vermelha (0 pt) na outra partida disputada nesta quarta-feira. O Napoli aparece no segundo lugar com 5 pontos, um a mais que o PSG.

O PSG terá a oportunidade de se vingar do Napoli na próxima rodada, em 6 de novembro, quando voltam a se enfrentar na Itália. No mesmo dia, o Liverpool tentará confirmar o favoritismo e se manter no topo da chave com outra vitória sobre o Estrela Vermelha, desta vez em Belgrado.

Napoli valente

Apoiado por um inflamado Parque dos Príncipes, o PSG partiu ao ataque nos minutos iniciais do jogo, sempre apostando no talento de seu quarteto ofensivo, formado por Neymar, Mbappé, Di Maria e Cavani.

E o time francês teve algumas chances de marcar o primeiro gol, mas Cavani e Neymar se atrapalharam mutuamente no momento de definir uma linda jogada de Mbappé (2 minutos) e o uruguaio mandou para fora um ótimo lançamento do brasileiro (6).

Mas, aos poucos, o ímpeto do PSG foi diminuindo e o Napoli encontrou espaços para assustar o goleiro Areola. O desvio de Mertens no travessão (23), após cruzamento de Mario Rui, e o chute de Callejón da entrada da área (26) que Areola defendeu já mostravam um novo cenário do jogo.

O time italiano cresceu na segunda metade da etapa inicial, apertando a marcação no meio de campo para roubar a bola e sair em velocidade, e aproveitou o bom momento no jogo para abrir o placar.

Dando muito trabalho para a zaga parisiense com sua movimentação constante, Insigne apareceu atrás de Kimpembe para receber um passe açucarado de Callejón e, com um toque por cima na saída de Areola, colocou o Napoli em vantagem no jogo.

O gol afetou o PSG, que não se encontrou mais em campo. Somente uma bela jogada de Neymar, deixando Mbappé no cara do gol, levou perigo ao time napolitano. No lance, o jovem atacante francês finalizou em cima do goleiro Ospina (37).

Di Maria salva PSG

As vaias da própria torcida na saída de campo no intervalo mexeram com o brio do PSG, que voltou para o segundo tempo mais disposto a buscar um resultado positivo.

Com Kehrer no lugar de Bernat, o técnico Thomas Tuchel colocou uma formação com três zagueiro em campo para liberar o restante da equipe para o ataque, transformando Di Maria e Meunier em alas.

No novo esquema, o PSG conseguiu sufocar o Napoli e criar chances sucessivas de empatar, com Neymar acertando forte chute de fora da área que Ospina rebateu (4) e Meunier cabeceando forte para obrigar o colombiano a fazer outra bela defesa (6).

O gol francês parecia ser questão de tempo e ele saiu com a ajuda valiosa de Mario Rui.

Em outro ataque do PSG, Mbappé abriu na direita e Meunier tentou cruzar na área, mas o lateral português do Napoli desviou para as próprias redes, deixando tudo igual no placar.

O esforço e a correria impostos pelo PSG, porém, foram minando o poder defensivo da equipe, que começou a dar espaços para novos contra-ataques do Napoli. Em um deles, os italianos aproveitaram para se recolocar em vantagem.

Fabián recebeu em velocidade, cortou para dentro e arriscou de fora da área. A bola bateu nas costas de Marquinhos, mas, para infelicidade do zagueiro brasileiro, sobrou limpa para Mertens chutar de primeira e marcar o segundo gol napolitano.

O gol foi uma verdadeira ducha de água fria no Parque dos Príncipes e o PSG demorou para se recuperar do golpe.

O empate salvador, que mantém o grupo C embolado e o PSG vivo na briga pela classificação às oitavas de final, só saiu nos acréscimos. Após uma bela arrancada de Neymar do meio de campo, Di Maria finalizou com um lindo chute colocado de fora da área para marcar um belo gol e salvar o time francês.

(AFP)