Morricone criou mais de 500 trilhas sonoras para o cinema italiano

Em homenagem aos 90 anos do compositor Ennio Morricone, o Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB), em São Paulo, recebe uma mostra de filmes com a trilha do maestro italiano.

Até o dia 14 de fevereiro, o CCBB sediará o festival “Ennio Morricone: Sonora”. Serão exibidos 22 longas-metragens cuja trilha sonora foi composta ou arranjada pelo maestro.

Na programação, estão os filmes “Os Intocáveis” (1987), “Cinema Paradiso (1988), “Ata-me” (1989), “Lolita” (1997) e seu trabalho mais recente, “Os Oito Odiados” (2015). No dia 15 de fevereiro, haverá também um debate após a apresentação do filme “O Deserto dos Tártaros” (1976).

A exposição, em cartaz desde 24 de janeiro, tem curadoria de Rafael Bezerra. O ingresso custa R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). Ennio Morricone compôs canções para mais de 500 filmes de grandes diretores, como Pedro Almodóvar, Brian de Palma e Quentin Tarantino. Além disso, o maestro venceu cinco prêmios “BAFTA” entre 1979 e 1992. Em 2007, recebeu um “Oscar Honorário”, entregue pelo cineasta Clint Eastwood. (ANSA)