Gancia, conhecido como o’rei’ do espumante italiano, colaborou para que duas vinícolas se tornassem patrimônio da UNESCO

O empresário italiano Lorenzo, fundador de uma marca de vinhos do mesmo nome, faleceu neste sábado (07) aos 87 anos.

O “rei” do espumante morreu após um longo período doente em Canelli, na província de Asti, na Itália, segundo a Ansa.

A causa da morte não foi divulgada.

O italiano foi vice-presidente da Confindustria e dono dos vinhos Gancia.

A empresa do italiano colaborou para que as vinícolas Langhe-Roero e Monferrato fossem nomeadas e reconhecidas como Patrimônio Mundial pela Unesco.

Os espumantes do empresário são famosos pelos sabores sutis, aromas que lembram a grama cortada e sua leveza.