Escritor chamou Matteo Salvini de “ministro de submundo”

(ANSA) – O ministro do Interior da Itália, Matteo Salvini, apresentou uma denúncia contra o escritor Roberto Saviano, por causa de alguns textos publicados por ele no Facebook.

Nas mensagens em questão, Saviano chama Salvini de “ministro do submundo”, por ter insinuado que sua escolta devia ser retirada – o escritor vive sob proteção policial há mais de 10 anos, devido à publicação do livro “Gomorra”, que narra as entranhas da Camorra, a máfia napolitana.

Desde a posse do novo governo italiano, Saviano tem sido uma das principais vozes contra o endurecimento das políticas migratórias do país e ainda acusa Salvini, responsável pelas forças de segurança da Itália, de ter sido apoiado na Calábria pela ‘ndrangheta, uma das máfias mais poderosas da península.
Em junho passado, durante uma entrevista à “RAI”, Salvini disse que as instituições competentes avaliariam se o escritor deve continuar sob escolta ou não, acrescentando, em tom de ironia, que Saviano “passa muito tempo no exterior”.
“É incrível que o ministro do Interior processe um intelectual símbolo da luta contra a Camorra como Roberto Saviano. O único que merece ser denunciado, por instigação ao ódio racial, é o próprio Salvini”, declarou o deputado Roberto Speranza, de esquerda.